WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"racas-de-caprino-em-mocambique"

Caprinos da raça Boer são os mais procurados pelos criadores brasileiros

Animais exuberantes, de muita fertilidade, grande porte, físico forte e rústicos, assim são classificados os caprinos da raça Boer. Mas, as boas características da raça não param por aí. Os caprinos Boer são excelentes para a produção de carne, possuem carcaça uniforme, pelagem branca em todo o corpo e coloração escura na cabeça e pescoço. As cabras Boer são boas produtoras de leite, o que lhes permite aumentar a sua prole com sucesso, com excelentes ganhos de peso e com a mortalidade pré-desmama pequena. Enquanto filhotes, sua taxa de crescimento é rápido, com excelente desenvolvimento físico. Atingem pesos (quando adultos) entre 118-170 kg para os machos e 95-120 kg para fêmeas. Estas características fazem com que a raça de caprinos Boer seja a mais procurada pelos Criadores brasileiros de caprinos.

Caprinos da raça Anglo Nubiana são excelentes na produção de leite e carne

Os caprinos Anglo Nubianos, animais resultantes dos cruzamentos de cabras Nubianas, originárias do Sudão (Vale do Nilo), com cabras comuns da Inglaterra, são uma raça de dupla aptidão: carne e leite. Foram introduzidos no Brasil em meados de 1927 e facilmente se adaptaram ao ambiente tropical, exceto nas regiões úmidas. São largamente encontrados na Bahia, Pernambuco, Piauí e Ceará, assim como em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. O Estado de São Paulo possui um dos plantéis geneticamente mais apurados do Brasil, mas é na região Nordeste que se encontra o maior volume de animais e criadores. Trata-se de uma raça de caprinos muito utilizada em cruzamentos, visando sempre a obtenção de animais cada vez mais aptos à produção de leite e carne.

Raças brasileiras de caprinos: quais são?

Há 320 raças de caprinos no mundo. A enorme variedade dessas raças é agrupada de acordo com sua área de dispersão, constituindo-se em 3 grandes grupos ou troncos. “Esses troncos foram domesticados e, a partir daí, houve a apuração das raças através de cruzamentos por endogamia”, explica Maria Pia Souza Lima Mattos de Paiva Guimarães, professora do Curso CPT Criação de Cabras Leiteiras - Instalações, Raças e Reprodução. São eles:

Raças de cachorro: Shih Tzu

A raça Shih Tzu é considerada uma das raças mais antigas do mundo. Essa raça originou-se do cruzamento do Lhasa Apso (Tibet) com o Pequinês (China) há muitos séculos. O Shih Tzu era um cão de companhia, nas caravanas que iam para a China. Da mesma forma, era encontrado nos monastérios, pois muitos acreditavam que o Shih Tzu dava sorte, sendo considerado um amuleto.

Raças de cachorro: Golden Retriever

O Golden Retriever originou-se do cruzamento entre a raça Retriever com a raça Tweed Water Spaniel. Delas O Golden herdou a habilidade de caçar aves ou outros animais, mesmo que na água. No entanto, somente em 1927 o padrão da raça foi reconhecido e registrado. A raça Golden Retriever pertence ao grupo 8, designado aos Retrievers, Levantadores e Cães D?Água.

Como reproduzir caprinos de corte?

A reprodução é uma fase que requer grande atenção, pois é a partir dela que os produtos da caprinocultura, cabritos e cabritas, são obtidos, seja para a produção de carne, seja para a incorporação no rebanho. Um bom manejo reprodutivo, com acasalamentos bem direcionados, pode proporcionar um rápido crescimento para o rebanho caprino, com a constante entrada de novos e melhores animais. Além disso, a reprodução é um fator limitante de grande importância na eficiência da produção de qualquer criação.

Raças de cachorro: Buldogue Inglês

O Buldogue Inglês é uma raça de cachorro originária da Grã-Bretanha. Antigamente, era usado como cão de briga, pois tinha um temperamento agressivo. No decorrer dos anos, foi perdendo a agressividade e tornando-se uma raça excepcionalmente dócil. Um costume da região eram as lutas dessa raça contra touros, papel que desempenhava com coragem e maestria.

Raças de cachorro: Rottweiler

A raça Rottweiler é bastante antiga. Em Roma, esse cão era usado como cão de guarda e em trabalhos com o gado. Chegou à Alemanha levado pelos soldados romanos. Nesse país também desempenhava atividades a guarda do seu dono, além dos trabalhos como cão de tração, dada a sua grande força e resistência. No início do século XX, mostrou grande habilidade como cão policial, sendo reconhecido por isso em 1910. Até hoje, é usado na polícia austríaca. Em 1966, o padrão oficial da raça foi reconhecido.

Raças de cachorro: Basset Hound

A raça Basset Hound é originária do cruzamento entre Beagle e o Bloodhound. Nos primórdios, foi criado por monges, sendo usado para caçar lebres, já que seu faro era bastante apurado. No final do século XIX, era considerado um cão de elite e um dos mais famosos em competições. Em 1880, a raça foi finalmente reconhecida na Inglaterra.

Raças de cachorro: Bull Terrier

O Bull Terrier surgiu do cruzamento do Buldogue com o Terrier, com o intuito de criar uma raça mais forte que o Buldogue para lutas contra touros. Na Inglaterra, o Bull Terrier era usado também em lutas de cães contra cães, já que essa raça era bastante agressiva e resistente. Em 1860 a raça foi apurada para a variante branca e, no decorrer do tempo, foi se tornando mais dócil e equilibrada. O primeiro padrão da raça Bull Terrier foi reconhecido pela primeira vez em 1936.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!