Induzir o enraizamento de árvores em estacas com hormônios é bom?

Os hormônios podem estimular a produção de raízes mais bem formadas, em maior número e mais uniformes

Induzir o enraizamento de árvores em estacas com hormônios é bom?   Artigos Cursos CPT

Algumas espécies de árvores sob a ação de hormônios têm suas estacas enraizadas mais rapidamente, aumentando ainda a porcentagem de estacas com raízes ao final do processo do enraizamento. Segundo Dr. Wantuelfer Gonçalves, professor do Curso a Distância CPT Como Produzir de Valor Comercial, em Livro+DVD e Curso Online, "Os hormônios podem estimular a produção de raízes mais bem formadas, em maior número e mais uniformes, o que implicará, posteriormente, na produção de mudas de melhor qualidade".

Para entender a ação dos hormônios, é preciso saber que cada parte de uma planta é composta por tecidos vegetais que têm funções específicas. Durante o crescimento da planta, por exemplo, os tecidos que estão na ponta dos ramos, têm função de crescimento. Tecidos que estão na extremidade das raízes também têm esta função. Por outro lado, ao longo do caule e dos ramos existem as gemas, as quais têm função de brotação, ou seja, sob estímulo, vão dar origem a novos ramos, ou raízes, dependendo do local onde estão.

O que leva estes tecidos a cumprirem sua função, dentro da planta, são fatores genéticos, ou seja, eles se desenvolveram com características fisiológicas específicas para cumprir esta função. Apesar dessa programação genética, muitas vezes, no entanto, observamos alterações nestas funções, por causa da ação de agentes indutivos, como é o caso do estresse e dos danos físicos. Se você faz uma poda radical em uma planta, cortando-a no meio do caule, a reação da planta para sobreviver a este dano físico é fazer com que uma nova brotação surja, produzindo folhas a partir de um local onde elas não existiam. Esta série de substâncias químicas reguladoras de crescimento chamadas de hormônios têm um papel fundamental neste processo, atuando de forma a induzir estas brotações.

Os hormônios são produzidos pela própria planta e circulam por toda ela aumentando ou diminuindo sua concentração em cada parte, dependendo de estímulos exteriores, como exposto. Estas substâncias também podem ser sintetizadas em laboratório, e produzidas em grande quantidade, para utilização como indutores em viveiros. O simples fato de mergulhar a ponta de uma estaca por alguns segundos em uma solução de hormônio é suficiente para que o enraizamento tenha sua eficiência aumentada sensivelmente. O que ocorre é que as gemas são levadas a lançarem uma nova brotação. Entre os hormônios mais utilizados estão o ácido indolacético (AIA), ácido indolbutírico (AIB), ácido naftalenoacético (ANA) e o 2.4-diclofenóxiacético (2.4.D). O AIA e o AIB são os que proporcionam melhores resultados, sendo que o primeiro, o ácido indolacético, é o mais utilizado.

O preparo, com relação à diluição e estocagem, segue as recomendações do fabricante, normalmente colocadas nas embalagens do produto. Podem ser utilizados na forma líquida ou em pó (sendo esta a maneira considerada mais eficiente). No caso da aplicação na forma líquida, o tempo de contato da estaca como produto está diretamente relacionado à concentração do hormônio na solução utilizada. Fazendo uso de soluções aquosas com concentrações variando de 50 a 2.000 ppm (partes por milhão), as estacas devem ficar imersas por até 24 horas. No caso de soluções alcoólicas, com álcool etílico a 50 %, em concentrações variando de 2000 a 10000 ppm, o tempo de imersão cai bastante, variando de cinco a 10 segundos. Se a aplicação é feita com pó, ou seja, numa mistura do hormônio com talco ou argila, em concentrações variando de 500 a 5000 ppm, basta simplesmente imergir a base da estaca no produto e retirar imediatamente.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Jardinagem e paisagismo.

Por Silvana Teixeira.

Cursos Relacionados

Curso Arborização Urbana Curso Arborização Urbana

Com Prof. Dr. Wantuelfer Gonçalves

R$ 348,00 à vista ou em até 10x de R$ 34,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Como Produzir Mudas Arbóreas de Valor Comercial Curso Como Produzir Mudas Arbóreas de Valor Comercial

Com Prof. Dr. Wantuelfer Gonçalves

R$ 348,00 à vista ou em até 10x de R$ 34,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais
Curso Como Montar um Viveiro de Plantas Ornamentais Curso Como Montar um Viveiro de Plantas Ornamentais

Com Prof. Eduardo Elias

R$ 368,00 à vista ou em até 10x de R$ 36,80 sem juros no cartão + frete

Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Jardinagem e Paisagismo

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade