Resumo do que mudou com a reforma ortográfica da língua portuguesa

A reforma ortográfica teve seu auge no ano de 2009 e nada mais foi que uma tentativa de se unificar a língua portuguesa do Brasil com a língua portuguesa usada em outros sete países

Resumo do que mudou com a reforma ortográfica da língua portuguesa   Artigos Cursos CPT

 

A reforma ortográfica teve seu auge no ano de 2009 e nada mais foi que uma tentativa de se unificar a língua portuguesa do Brasil com a língua portuguesa usada em outros sete países, sendo ela considerada a língua oficial ou não, afirma Rozimar Gomes, professora responsável pela Aula 9 – Reforma Ortográfica, da Série Professor Eventual, Volume VII, elaborada pelo Centro de Produções Técnicas. Durante esse encontro, decidiu-se que:

- Em primeiro lugar o trema, que foi abolido da língua portuguesa, antes utilizado em linguiça, arguir, bilíngue, tranquilo e cinquenta. Há de se considerar, no entanto, que palavras estrangeiras ou derivadas de outras línguas continuam sendo grafadas com esse sinal ortográfico.

- Em segundo lugar, o acento dos ditongos tônicos abertos “éi” e “ói” em palavras paroxítonas. O mesmo sinal continua prevalecendo nas palavras oxítonas. Exemplos de paroxítonas que perderam o acento: heroico, paranoico, asteroide, proteico.

- Palavras que terminam em “óia”, “óias”, “éia”, “éias”, “óio” e “éio”, não são mais acentuadas. Exemplo: joia, joias, ideias, jiboia, plateia, apoia, estreia, estreio, geleia e mocreia.

- Palavras que têm o grupo “éi” e “éi” na última sílaba, continuam sendo acentuadas normalmente. Exemplo: papéis, herói, heróis.

- Em terceiro lugar, caiu o acento circunflexo dos hiatos “oo” e “ee” em todas as formas verbais e nos substantivos, como exemplo voo e veem.

- O mesmo ocorreu com as palavras que têm hiato precedido de ditongo, como feiura e bocaiuva, também perderam o acento. Continua, porém, em saúde e alaúde.

- Palavras que tinham acento diferencial também o perderam, por exemplo a palavra forma. O exceto é para o verbo poder nos tempos verbais presente e pretérito, pôde e pode.

- O uso do hífen, também muito pautado durante o encontro sobre a reforma ortográfica, será pautado nas seguintes situações:

Situação 1- sempre se usa o hífen diante de palavras começadas com “h”. Ex.: super-homem, anti-higiênico, sobre-humano.
Situação 2- caiu o hífen para prefixos terminados com uma letra qualquer, inciando-se a próxima palavra com letra diferente. Exemplo dessa regra são as palavras autoescola, infraestrutura, socioeconômico, antiaéreo, supersônico, intermunicipal, superinteressante e várias outras. Exceção para micro-ondas.
Situação 3- manteve-se o hífen nas palavras que começam com h. exemplo: super-homem.
Situação 4- palavras que iniciam com r ou s, perderam o hífen e tiveram essas consoantes duplicadas. Exemplos: minissaia, antirracismo, ultrassom, semirreta.
Situação 5- não se usa o hífen em palavras que perderam a noção de composição. Ex.: girassol, madressilva, mandachuva, pontapé, paraquedas, paraquedismo.
Situação 6- o prefixo “co” junta-se, em geral, ao segundo elemento, mesmo quando este se inicia por “o”. Ex.: Coobrigação, coordenar, coordenação, cooptar.
Situação 7- sempre se usa o hífen com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, vice. Ex.: ex-aluno, sem-terra, além-mar, aquém-fronteira, recém-casado, pós-graduação, pré-vestibular, pró-europeu, vice-rei. Exceção: com os prefixos “pre” e “re” não se usa o hífen mesmo diante de palavras começadas por “e”. Ex.: preexistente, preelaborar, reescrever, reedição.

Quer saber mais sobre essa Série? Conheça todas as aulas disponibilizadas em DVDs. No Box são abordados os seguintes temas:


Aula 1- Acentuação Gráfica
Aula 2- Coerência e Coesão
Aula 3- Concordância Nominal e Verbal
Aula 4- Crase
Aula 5- Classes de Palavras Invariáveis
Aula 6- Classe de Palavras Variáveis
Aula 7- Ortografia: Letras Concorrentes
Aula 8- Pontuação
Aula 9- Reforma Ortográfica
Aula 10- Regência Verbal e Nominal

Por Silvana Teixeira.

 

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Qualificação de Professores

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Cursos Relacionados

Professor Eventual - Aulas para Estudantes - Volume 5 Professor Eventual - Aulas para Estudantes - Volume 5

Com Prof. Dr. Fábio Simão

25% DE DESCONTO

De R$ 1.300,00 por R$ 975,00 à vista ou em até 12x de R$ 81,25 sem juros no cartão

Saiba mais
Professor Eventual - Aulas para Estudantes - Volume 6 Professor Eventual - Aulas para Estudantes - Volume 6

Com Prof. Dr. Fábio Simão

25% DE DESCONTO

De R$ 1.300,00 por R$ 975,00 à vista ou em até 12x de R$ 81,25 sem juros no cartão

Saiba mais
Professor Eventual - Aulas para Estudantes - Volume 7 Professor Eventual - Aulas para Estudantes - Volume 7

Com Prof.ª Rozimar Ferreira

25% DE DESCONTO

De R$ 1.300,00 por R$ 975,00 à vista ou em até 12x de R$ 81,25 sem juros no cartão

Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Outros artigos relacionados à área Professor Eventual - Aulas para Alunos

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade