WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Venda de orgânicos cresce e conquista espaço no Brasil

Em 2011, a venda de orgânicos rendeu mais de 500 milhões de reais

 

 Os alimentos orgânicos in natura têm dado lugar aos industrializados.

As pessoas procuram cada vez mais por produtos sustentáveis, mas a produção ainda não consegue atender à demanda. Segundo a Associação Brasileira de Orgânicos Biologicamente Sustentáveis (BrasilBio), em 2011, o setor movimentou mais de R$ 500 milhões só no mercado interno. O crescimento é grande, o mercado é promissor, mas o valor ainda é baixo se o potencial do Brasil for considerado. A própria BrasilBio acredita em um aumento de 30% a 40% neste ano, seguindo as estimativas de 2011.

O presidente da BrasilBio, José Alexandre Ribeiro, acredita que o desafio agora é acelerar o atendimento da demanda. Neste sentido, ele afirma que a entidade está agilizando os processos de credenciamento dos produtores rurais e buscando promover a agricultura orgânica nos mais diversos setores.

Essa divulgação tem a ver com o fato de que a produção orgânica não tem envolvido apenas os produtos agrícolas mas tem havido um crescimento exponencial dos industrializados. Na última feira organizada pela BrasilBio, entre 70% a 80% dos produtos expostos eram processados.

Os empresários do setor acreditam que precisa haver maior divulgação destes produtos, porque existe mais falta de informação do que falta de demanda real. Uma pesquisa de mercado realizada pela GS&MD consultoria, constatou que o consumidor brasileiro pagaria até 8% a mais por um produto sustentável. A média mundial é de 7,6% a mais.

No entanto, o empresário Alexandre Borges ressalta que algumas barreiras ainda precisam ser quebradas, como a falta de dados sobre o gosto e a aparência serem os mesmos, e uma adaptação da própria indústria. Segundo ele, grande parte da indústria brasileira não está acostumada a trabalhar com produtos naturais e orgânicos, utilizando muitos produtos artificiais na composição de outros.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!