WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Torne realidade o sonho de viver do que você ama! 20% OFF nos cursos online + 5% OFF pagando no cartão

Transporte urbano se transforma em ecofrota

Linhas de transporte coletivo no Rio de Janeiro passam por mudanças para receber ônibus que circularão com 30% de biodiesel

Depois de São Paulo e Curitiba, agora é a vez da frota verde chegar ao Rio de Janeiro.

De acordo com o anúncio do governo fluminense no início deste mês, esta semana a capital do estado receberá pelo menos 30 ônibus chamados de ecofrotas. Depois da utilização nas cidades de São Paulo e Curitiba, as linhas de transporte coletivo no Rio de Janeiro irão funcionar com a adição de 30% de biodiesel de cana-de-açúcar.

Com a autorização do Inea – Instituto Estadual do Ambiente, os testes com a ecofrota irão até setembro de 2012. Durante um ano, serão analisados os efeitos positivos da mistura do biocombustível ao combustível comum. Além disso, será avaliado a redução das emissões de poluentes atmosféricos.

O Inea selecionou o biodiesel proveniente da cana-de-açúcar por suas pesquisas preliminares apontarem uma redução significativa dos teores de óxido de enxofre, monóxido de carbono e hidrocarbonetos emitidos no ar. Essa diminuição será muito importante para a capital fluminense, uma vez que, na cidade, pelo menos 77 % dessas substâncias advêm de motores de veículos que utilizam apenas o óleo diesel convencional.

O engenheiro agrônomo Luiz Andrade, professor da Universidade Federal de Lavras e do curso Cultivo de Cana-de-açúcar, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, diz que quem deseja produzir combustível a partir da cana-de-açúcar deve priorizar as variedades ricas em fibra.

Em Curitiba, além dessa linha ecológica, foram lançados ônibus que possuem dois motores, um a biodiesel e outro elétrico, chamados hibribus. Em São Paulo, primeira cidade a lançar mão da frota verde, a matéria-prima utilizada é a soja, oriunda da agricultura familiar. Nessa capital, são 1.200 veículos movidos a etanol, do total de 15 mil ônibus que circulam pela cidade.

Dados recentes indicam que a emissão de gases poluentes foi reduzida em 2% no centro de São Paulo. Na cidade, a lei de mudança do clima prevê que até o ano de 2018 toda a frota de ônibus  circule com combustível ecológico.

Por: Ariádine Morgan

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!