WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Tilápia eleva faturamento da piscicultura no Brasil

Brasil é o quarto maior produtor da espécie no ranking mundial

Produção de Peixes

Em comparação ao ano passado, a piscicultura cresceu 4,5%, atingindo um volume de 722,560 mil toneladas de peixes produzidas. A Tilápia desempenhou papel fundamental nesse crescimento, que promoveu um faturamento superior a 5 bilhões de reais ao setor piscicultor. O aumento total é de quase 25%, desde 2014 até o período atual.

Manuel Vazquez Júnior, professor do Curso a Distância CPT Criação de Tilápias, reforça que A piscicultura é uma atividade que vem crescendo no mundo inteiro. Ainda, ressalta a importância da tilápia para a atividade, dizendo que sua carne é muito apreciada consumida em todo o mundo.

A partir da divulgação do Anuário Brasileiro da Piscicultura 2019, pela Associação Brasileira de Piscicultura, é possível compreender os números da atividade no Brasil, que revelaram o crescimento no faturamento, descrito acima. O crescimento se torna algo surpreendente pelo fato de o momento não ter sido favorável para o país, com problemas políticos, econômicos e sociais bem presentes.

Mas, de acordo com o anuário, também houve queda na produção das regiões Norte e Centro-oeste: 7% e 7,8% respectivamente. Em contrapartida, nas outras regiões, a produção se expandiu: a região Nordeste obteve a maior expansão, alcançando 20,6% de produção a mais do que o ano anterior, contra 11,3% da região Sul, que ainda detém a liderança nacional na produção de peixes e 7,6% da região Sudeste.

Perdendo apenas para China, Egito e Indonésia, nosso país ocupa o quarto lugar na produção de Tilápias do mundo, com uma visão promissora de mercado. Em 2018 foram produzidas 11,9% tilápias a mais, somando 400,280 mil toneladas. Por estado, o Paraná foi o que mais produziu, injetando 123 mil toneladas no mercado, seguido por São Paulo, com 69,500 mil e Santa Catarina, com 33,800 mil.

Enquanto a Tilápia subiu, a produção de peixes nativos caiu, como é o caso do Tambaqui. Seja por problemas climáticos, sanitários e de mercado em importantes regiões produtoras, a produção de peixes nativos registrou índice 4,7% menor do que o ano de 2017, produzindo 14,325 mil toneladas a menos.

Outros peixes, que são menos representativos no mercado nacional, obtiveram alta: 8% de expansão na produção de carpa, truta e panga. O índice representa um salto de 31,825 mil toneladas em 2017 para 34,370 mil toneladas em 2018.

Apesar das expectativas, a balança comercial apresentou índice de retração. A exportação de peixes frescos e congelados diminuiu 2,94%. Apesar desse ponto baixo, a receita dos exportados passou de US$124,6 milhões para US$136 milhões, o que representa crescimento de 9,14%. Mais uma vez, a Tilápia desempenhou papel importante, dessa vez na exportação, gerando receita de US$5,5 milhões.

Espera-se que nesse ano a piscicultura cresça em um ritmo maior, podendo atingir o índice de 10%: só em relação à Tilápia, projeta-se que o crescimento seja de 15%, com recuperação, também do mercado de peixes nativos.

 


Conheça os Cursos a Distância e Online CPT, da Área Criação de Peixes:

Criação de Tilápias
Criação de Tilápias em Tanques-rede
Criação de Alevinos

Fonte: Revista Globo Rural – revistagloborural.globo.com
por Renato Rodrigues

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Criação de Peixes em Viveiros Escavados

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!