WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Semana do Campo CPT!
#fiqueemcasa Vamos nos unir nessa corrente: só o conhecimento constrói o amanhã!

Texto descritivo torna a narração mais romântica e realista

A narrativa descritiva toma conta da imaginação

Nas asas das palavras, a literatura leva o leitor a viajar na sua imaginação.

Ao contar uma história, o narrador precisa, em variados pontos, descrever tipos, situações e cenários. Dessa forma, a descrição é um formato de texto que mescla com a narrativa, tornando o texto mais colorido. Esse modo de escrever se iniciou quando ainda não havia fotografia, cinema nem mesmo  televisão.

Era a literatura a única dona da imaginação. Nas asas das palavras, o leitor “viajava” e conhecia os mais ricos aposentos, os mais lindos campos, os mais pobres e inóspitos ambientes. Com a descrição, os autores apresentavam os mais belos e interessantes personagens. Atualmente, basta ler os escritores do período romântico e realista para interagir com o passado e conhecer a cidade do Rio de Janeiro no período colonial.

A descrição é tão detalhada que dá para imaginar com perfeição as roupas, os aposentos, os costumes, entre outras coisas. No curso Redação para Vestibular e Concurso, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, a professora Gamali Rodrigues Gomide, especialista em linguística e redação, diz que “a descrição capta a simultaneidade dos fatos e os aspectos visuais,  auditivos, olfativos, gustativos, táteis e até os psicológicos, que compõem a realidade, de modo a percebermos claramente o ambiente, as situações, os objetos e os personagens”.

Diferente dessa descrição, que é denominada subjetiva, nos textos não-literários, quase sempre de caráter técnico, científico ou jornalístico, é usada a descrição objetiva. Essa ocorre quando o objeto, o ser, a cena ou a paisagem são retratados como realmente são. Em redações técnicas ou científicas, com linguagem denotativa, a precisão é muito importante.

Existe também a descrição não-verbal, que pode ser exemplificada por gráficos, mapas e outros tipos de ilustrações.

Por: Ariádine Morgan

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!