WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Tecnologia japonesa promete aumentar a produtividade dos geradores eólicos

Se o projeto for viável, a energia eólica pode se tornar tão competitiva quanto a nuclear e a termoelétrica

 As turbinas com a nova teconologia japonesa. Foto: divulgação.

Pesquisadores da Universidade de Kyushu, no Japão, desenvolveram uma turbina eólica que pode produzir o triplo de energia do que as comuns. A nova turbina é chamada de lente eólica e está em fase de testes. Essa pode ser uma solução para reduzir o preço dos aparelhos, cuja energia é limpa, mas inviável em grande escala.

Não foi necessário aumentar os geradores, mas foi colocado um anel em volta das pás da turbina para se conseguir gerar mais energia. O anel acelera a quantidade de ar que passa pelas lâminas. Desse modo, o sistema pode gerar de duas a três vezes mais energia que as turbinas convencionais. A estrutura completa tem 112m de diâmetro.

O protótipo tem uma base hexagonal, assim as turbinas ficam organizadas em formato de colmeia. O coordenador da pesquisa, Yuji Ohya, afirma que os geradores são bem menos barulhentos. O modelo foi apresentado na Exibição Internacional de Energias Renováveis de Yokohama.

A maior vantagem do aparelho é a redução do preço da energia eólica. Esta se tornaria bem mais competitiva no mercado energético, viabilizando a implantação de fontes limpas e renováveis. O único problema ainda é a necessidade de uma área muito grande para a implantação de uma usina eólica de produção em larga escala.

O engenheiro eletrônico Antônio Leite de Sá, professor do Curso Energia Eólica, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, esclarece que seriam necessários 440 mil km² (o equivalente a um quarto do Alaska) para produzir energia para os Estados Unidos a partir das turbinas eólicas.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!