WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Técnicas de pintura em porcelana

Como fazer a técnica impressionista e a técnica da corrosão em porcelanas

As pinceladas devem ser leves, para que o desenho tome formas bem naturais, conservando a sutileza nos tons

As pinceladas devem ser leves, para que o desenho tome formas bem naturais, conservando a sutileza nos tons

Atualmente, a pintura em porcelana já conquistou uma público bem diversificado. Como hobbie ou profissão, esta arte vem, a cada dia, aumentando sua legião de pintores e admiradores.

As técnicas contemporâneas são as mais diversificadas e muito numerosas. Existem algumas que são as mais conhecidas e admiradas pelos artistas do campo da porcelana. São elas: impressionista, aquarela, corrosão, monocromática, charão e próprio. Veja a seguir algumas dessas técnicas:

Técnica impressionista

Esta tendência artística tem como elemento principal de sua pintura, a impressão visual (imagens da natureza, que, a partir das variadas incidências de luz, ganham formas visuais com bastante impacto). É produzida, basicamente, por uma sobreposição de cores, evidenciando suas combinações e contrastes.

Primeiramente, você deve produzir o desenho com o lápis. Feito esse molde, pode começar a pintar. Os pincéis devem ser macios. As pinceladas devem ser leves, para que o desenho tome formas bem naturais, conservando a sutileza nos tons. Para causar o impressionismo visual característico, o artista pode, intencionalmente, sobrepor as cores de forma a obter os efeitos de sombra e de reflexo naturais da luz sobre o desenho. Não se deve misturar as cores, pois isso causaria um efeito artificial no desenho. Tenha muito cuidado com as cores que você vai usar na sobreposição, pois algumas delas, como o vermelho e o amarelo, mostram-se incompatíveis durante a queima. Após o término da pintura, leva-se a peça ao forno para a queima, concluindo o trabalho.

Técnica da corrosão

Esta técnica consiste, basicamente, na corrosão de parte da pintura por ação de um ácido, causando, assim, um efeito bastante peculiar desse tipo de trabalho.

Dagmar Ferrão, coordenador do Curso de Pintura em Porcelana, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, recomenda que se faça primeiramente o desenho, para, posteriormente, iniciar os preparativos para a corrosão. Para efetuar o isolamento da área que se deseja corroer, utiliza-se, habitualmente, uma máscara plástica, que, geralmente, é constituída de terebintina e neutrol. A aplicação da máscara é feita com um pincel e deve ficar sobre a tinta durante um prazo de 24 horas, em média.

Primeiramente, você deve produzir o desenho com o lápis. Feito esse molde, pode começar a pintar

Primeiramente, você deve produzir o desenho com o lápis. Feito esse molde, pode começar a pintar

Depois de proteger bem uma parte da pintura, o pintor iniciará o processo de corrosão da parte desejada. Para isso, será necessária uma mistura de água e ácido fluorídrico, na proporção de três por um, respectivamente. O ácido fluorídrico não exerce ação corrosiva em plásticos, não havendo, portanto, problema algum em prepará-lo em um balde plástico comum. Todavia, este ácido é prejudicial à pele, por isso, é recomendável o uso de luvas protetoras, feitas de látex.

A peça deve ser mergulhada na mistura ácida e deixada por um tempo de, aproximadamente, dez minutos. Ao final desse tempo, retira-se a peça do balde, lavando-a em água corrente.

Para remover a máscara plástica, o pintor deve utilizar removedor ou aguarrás. É recomendável que, após a remoção da máscara protetora, seja efetuada novamente, uma lavagem geral da peça, com água, para, em seguida, reforçar a pintura da parte não corroída, utilizando-se, desta vez, os oges feitos a partir do óleo mole, dando ao trabalho o contraste característico desta técnica. Para terminar, realiza-se a queima, levando a peça ao forno, a uma temperatura de 740ºC.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Barbar Lucia Medrado

16 de ago de 2013

Quando eu comprar o curso se eu tiver duvidas vcs tem suporte on line

Resposta do Portal Cursos CPT

19 de ago de 2013

Olá, Bárbaro!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Nossas consultoras entrarão em contato para mais informações.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!