WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

#fiqueemcasa Vamos nos unir nessa corrente: só o conhecimento constrói o amanhã!

Superávit das cooperativas supera US$ 4 bilhões

Queda nas importações garante balança comercial favorável nas cooperativas

 

As cooperativa conseguiram manter o saldo da balança comercial positivo, mesmo com a queda das exportações.

De acordo com relatório divulgado pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), o setor tem acumulado resultados positivos em 2012. Mesmo com a redução do valor das exportações, de janeiro a setembro deste ano, a balança comercial das cooperativas teve um superávit de US$ 4,075 bilhões. Isso porque as importações se mantiveram em queda.

No período, 161 cooperativas de 19 estados brasileiros realizaram exportações, sendo que a maioria realizou negócios com valores inferiores a R$ 1 milhão. São Paulo foi o estado que teve um maior valor nas exportações das cooperativas, com US$ 1,399 bilhão, o que representa cerca de 32,9% do total do segmento. Em seguida, aparecem Paraná (US$ 1,327 bilhão; 31,2%); Minas Gerais (US$ 495 milhões; 11,7%); Santa Catarina (US$ 262 milhões; 6,2%); e Rio Grande do Sul (US$ 244 milhões; 5,8%). No total, as exportações tiveram queda de 7,1% em relação ao mesmo período de 2011.

Os principais produtos exportados pelas cooperativas foram o açúcar bruto (com vendas de US$ 550 milhões, representando 12,9% do total); a soja em grãos (US$ 525 milhões, 12,4%); o etanol (US$ 507 milhões, 11,9%); o açúcar refinado (US$ 474 milhões, 11,2%); e a carne de frango (US$ 465 milhões, 10,9%).

Esses produtos foram comercializados principalmente para a China (vendas de US$ 662 milhões, representando 15,6% do total) e os Estados Unidos (US$ 581 milhões; 13,7%). Outros países que importaram bastante das cooperativas brasileiras foram Emirados Árabes Unidos (US$ 256 milhões; 6%); Alemanha (US$ 237 milhões; 5,6%); e Países Baixos (US$ 199 milhões; 4,7%).

Enquanto isso, as importações tiveram uma queda de 12,1%, passando de US$ 200 milhões, de janeiro a setembro de 2011, para US$ 175 milhões, no mesmo período deste ano. Entre os principais produtos importados estão ureia (com compras de US$ 26,6 milhões, representando 15,1% do total); cloreto de potássio (US$ 20,8 milhões; 11,9%); soja em grãos (US$ 16,5 milhões; 9,4%); máquinas e aparelhos para a preparação de carnes (US$ 12,3 milhões; 7%); entre outros.

Os países que mais venderam produtos para as cooperativas nacionais foram Paraguai (compras de US$ 26,2 milhões, representando 14,9% do total); China (US$ 16,2 milhões; 9,2%); Estados Unidos (US$ 16,1 milhões; 9,1%); Israel (US$ 10,8 milhões; 6,2%); e Ucrânia (US$ 10,0 milhões, 5,7%).

Por: Maria Clara Corsino.

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Como Montar uma Cooperativa de Trabalho Rural

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!