WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Sulistas estão em festa para comemorar o início da safra do pêssego

No Rio Grande do Sul a produção de pêssego chega a atingir 1,3 mil toneladas

A colheita deve ser iniciada imediatamente após os frutos atingirem o seu ponto ideal de  maturação.

Na região Sul do país, a safra de pêssego já começou. Porto Alegre se prepara ansiosamente para a Festa Municipal do Pêssego, que começa dia seis e termina no dia 26 deste mês. No estado, a produção é estimada em 1,3 mil toneladas e são os produtores quem dão a largada simbólica para o início da comemoração agrícola.

O pessegueiro é uma cultura típica de clima temperado, mas alguns produtores vêm alcançando grande sucesso com o seu cultivo em regiões que possuem outra temperatura. É o caso da propriedade do senhor Francisco Ramos da Fonseca, que possui uma fazenda localizada em uma região serrana, próxima a Santos Dumont, em Minas Gerais. O local é de clima tropical, mas por apresentar algumas características particulares, como altitude elevada e número de horas de frio satisfatório, possibilita cultivar, com êxito, o pêssego e a nectarina, resultando na obtenção de frutos de alta qualidade.

Segundo o professor Francisco Ramos da Fonseca, especialista e experiente produtor de pêssego, durante o ciclo de produção, os frutos exigem condições térmicas diferentes. “Na fase vegetativa, as plantas precisam que as temperaturas sejam mais elevadas, e na dormência, elas necessitam de menores temperaturas”, diz Fonseca no curso Produção de Pêssego, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

Para quem deseja iniciar a plantação de pêssegos, deve avaliar, além das condições térmicas, outros fatores climáticos como chuva, vento, geadas e granizo. De acordo com o professor Fonseca, “o pessegueiro é uma planta de alta exigência hídrica, sendo que o seu consumo de água torna-se mais acentuado durante a floração, o desenvolvimento vegetativo e a frutificação”.

Apesar de necessitar de clima tipicamente frio e durante a fase de dormência resistir a temperaturas de até 15ºC negativos, a produção é afetada quando o frio se torna intenso e prolongado, com a ocorrência de fortes geadas.

A colheita deve ser iniciada imediatamente após os frutos atingirem o seu ponto ideal de  maturação, pois o pêssego é uma fruta perecível. A coloração e o estado de leve maciez da polpa servem de indicativo do ponto ideal de colheita.

Por: Ariádine Morgan

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!