WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Conheça nossos Cursos Profissionalizantes (combos) com 40% de DESCONTO

Silvicultura sustentável cresce no Tocantins

Atividade cresce mais de 500% nos últimos seis anos, gerando renda e recuperando áreas degradadas

 

 O cultivo de eucaliptos é uma das principais atividades do TO.

O Tocantins foi criado há 24 anos e, desde então, o cenário do agronegócio tem mudado bastante. Uma das atividades mais importantes no estado é a silvicultura, que tem ajudado a recuperar áreas degradadas e gerado renda para os produtores rurais. As principais espécies plantadas são a teca, a acácia mangium, a seringueira e o eucalipto.

No início, a silvicultura foi adotada como uma alternativa, já que muitas áreas antes ocupadas por floresta estavam sendo degradadas. Com o tempo, a atividade passou a ser a maior fonte de renda do agronegócio local. Segundo dados da Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário (Seagro), a área usada no plantio de árvores comerciais aumentou de  16.656 hectares em 2006 para 83.590 hectares em 2011, um crescimento de 501,8%.

O secretário executivo da Seagro, Ruiter Padua, acredita que o grande potencial de expansão foi o maior motivo para o destaque da silvicultura no estado. Ele afirmou que a atividade tem atraído muitos investimentos e destacou a importância dela para a sustentabilidade, uma vez que gera empregos, é fonte de renda e atua na recuperação do solo e das áreas florestais.

O eucalipto é a principal espécie plantada no Tocantins. O uso da árvore tem sido muito importante para a economia do estado, sobretudo, para a exploração de terras degradadas e que, por isso, não podem ser aproveitadas para a agricultura. O cultivo cresceu 577% desde 2006, passando de uma área de 13.000 hectares para 75.977 em 2011. O eucalipto é muito usado no sistema lavoura-pecuária-floresta, representando uma alternativa para agricultores voltados para outras atividades.

Além da produção de eucalipto, o governo do estado tem estimulado o plantio da seringueira, através de polos especiais. Até agora, foram implantadas três unidades, nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Norte. Segundo o diretor de Agroenergia da Seagro, Luiz Eduardo Leal, o objetivo é estimular a produção em pequenas propriedades para diversificar e aumentar as fontes de renda dos produtores.

Por: Maria Clara Corsino.

 

Fonte: Seagro-TO.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!