WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Segurança patrimonial não é só tranquilidade, mas também necessidade

No caso das empresas, é preciso proteger além do patrimônio físico, o intelectual

 

A função principal da segurança é prever os riscos e perigos, de modo a evitá-los.

 

A segurança é uma das necessidades primárias do ser humano, tão importante como as necessidades fisiológicas, sociais e de autorrealização. Pode ser definida como o conjunto de medidas, capazes de gerar um estado, no qual os interesses vitais de uma empresa estejam livres de dano, interferências e pertubações.

Só é eficiente se for sustentada sobre um conjunto de medidas inter-relacionadas e complementares. Deve abranger todo o espaço físico e a propriedade intelectual durante todo o tempo. Assim, engloba a proteção  contra danos materiais, interferências de espionagem ou sabotagem, e perturbações financeiras.

Fundamental para a segurança patrimonial, a vigilância pode ser própria ou terceirizada. Para o professor Plácido Soares, no curso Segurança Patrimonial para Empresas, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “a primeira opção só é recomendável para grandes corporações, por causa das muitas exigências legais para obter autorização para uso de armas. Por isso, o mais recomendável é a contratação de serviços terceirizados. A maioria das empresas, na verdade, adota um sistema misto, no qual a vigilância armada é terceirizada e o serviço de portaria fica a cargo da própria empresa”.

Caso a empresa decida manter os próprios colaboradores na segurança, é bom que seja feita uma seleção rigorosa, tanto sob o aspecto técnico como o de qualidades pessoais. Pessoas tecnicamente despreparadas podem provocar acidentes ou danos ao ambiente empresarial.

Optando pela contratação de serviços terceirizados, é preciso fazer uma pesquisa de mercado para verificar as qualidades da empresa que se pretende contratar. Conversar com clientes atuais da mesma e verificar critérios como eficiência, honestidade e custos é primordial.

A qualidade técnica dos vigilantes, onde eles foram treinados e a participação em cursos de reciclagem periodicamente são outros fatores importantes. Para que seja bem-sucedido, o serviço de segurança deve estar integrado às outras áreas da empresa.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!