WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Esquenta Black Friday 25%OFF nos cursos online

Segundo pesquisa, habilidade matemática é dom natural

Ao contrário do que se pensava, homens e mulheres possuem a mesma capacidade de calcular

 

O ábaco é usado desde a antiguidade para testar as habilidades matemáticas individuais. Foto: reprodução.

Cientistas da Universidade John Hopkins, em Baltimore, Estados Unidos, descobriram que a capacidade matemática é um dom natural. Ou seja, a habilidade das pessoas desenvolverem cálculos não pode ser desenvolvida, pois nasce com cada um.

O resultado da pesquisa pode ser um consolo para quem não consegue realizar cálculos e até um alívio para os que possuem facilidade com os números. Mas se torna um problema para as pessoas que desejam trabalhar em profissões técnicas e não conseguem desenvolver a habilidade de calcular.  

Os pesquisadores analisaram a habilidade de 200 crianças na pré-escola, com idade de quatro anos, de lidar com números e realizar cálculos simples. Essa habilidade é chamada de sentido numérico. Os testes eram simples, como contagem de pontos de diferentes cores em uma figura e resolução de pequenos problemas de soma.

A pesquisadora Melissa Libertus, que coordenou o estudo, explicou que, até então, os cientistas separavam a relação entre o sentido numérico e a capacidade matemática. Assim, enquanto o primeiro era visto como universal, o segundo dependia do desenvolvimento humano durante anos. Ela destacou também que a pesquisa é importante para futuramente se pensar em um método eficaz para desenvolver a habilidade de calcular.

Outra pesquisa, realizada pela Universidade de Wisconsin, em Madison, EUA, mostrou que as mulheres possuem a mesma capacidade numérica que os homens. Durante muito tempo, acreditou-se que eles tivessem mais habilidade para a matemática do que elas. Segundo os pesquisadores, não existe nenhuma comprovação biológica para isso.

Uma das pesquisadoras do estudo, Janet Mertz, explicou que o fato de os homens possuírem maior destaque nas ciências exatas acontece por razões culturais e históricas, e não biológicas. Segundo ela, por muito tempo, as mulheres foram impedidas de estudar matemática. Em países onde essa diferença foi superada, elas têm o mesmo sucesso que os homens. A única diferença encontrada é entre as pessoas que possuem habilidade para calcular e as que não possuem.

Por: Maria Clara Corsino.

Fonte: Exame.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!