WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Redação é diferencial que alavanca posições em provas

Para elaborar uma redação é preciso saber o que e para quem escrever, bem como a modalidade textual e o tipo de linguagem a ser usada

O primeiro passo para escrever bem é ler. O segundo é escrever, isto é,  praticar.

Para ingressar em uma boa instituição de nível superior ou conseguir aprovação em concurso, é preciso saber redigir bem um texto. Na verdade, todo profissional, de qualquer área, precisa saber escrever. Assim, essa competência constitui um diferencial, que alavanca carreiras.

A redação sempre foi decisiva em provas, mas, após uma portaria ministerial que a tornou obrigatória e eliminatória em todos os processos seletivos das instituições superiores, e com a crescente valorização do texto em concursos, essa passou a ser uma das matérias mais relevantes nos colégios e em cursinhos preparatórios.

Atualmente, mesmo as questões objetivas da prova de língua portuguesa também solicitam do candidato demonstração de conhecimentos das estratégias linguísticas e textuais relativas à produção.

A professora Gamali Rodrigues Gomide, no curso Redação para Vestibular e Concurso, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, afirma que o primeiro passo para escrever bem é ler. O segundo é escrever, isto é,  praticar. “É preciso ler e estudar muito, pesquisar  e aprender algumas técnicas de redação. Estudo quer dizer, além de toda a formação escolar, a dedicação diária, atualização constante, leitura, e observação inteligente de textos”, conclui.

É o exercício que leva ao aprendizado, por isso, sempre releia o que escreveu, refaça algumas orações que não estiverem muito bem elaboradas, corrija a ortografia e a entonação. Observe se a estrutura do texto ficou boa. Lembre-se de que todo texto requer revisão e correção.

“Antes de iniciar a redação, faça um planejamento sobre o que escrever, isso é fundamental. O plano traz clareza, harmonia, objetividade e evita a repetição. Faça uma previsão do que será exposto na introdução e na tese. Em seguida, desenvolva sua ideia, e, finalmente, faça a conclusão”, adiciona a professora, especialista em linguística.

Para elaborar uma redação é preciso saber o que e para quem escrever, bem como a modalidade textual e o tipo de linguagem a ser usada. Muitos vestibulares dão ao candidato a opção de escolher, apresentam duas ou três propostas diferentes, quase sempre uma dissertação, uma carta ou narração.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!