WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cursos da Área Curso Como Administrar Pequenas Empresas Curso Administração Financeira na Pequena Empresa Curso de Negociação - Técnicas e Estratégias de Sucesso Curso Marketing para Pequenas Empresas Curso Fidelização de Clientes Curso Liderança Gerencial - Como Desenvolver Habilidades em Liderança Curso Treinamento de Gerente de Loja Curso Gestão de Pessoas na Pequena Empresa - Parte 1 Curso Planejamento Patrimonial Sucessório por Meio de Holding Curso Segurança Patrimonial para Empresas Curso Loja de Sucesso - Planejamento, Gestão e Marketing Curso Gestão de Pessoas na Pequena Empresa - Parte 2 Curso Como Administrar Estoque e Almoxarifado Curso Primeiros Socorros - nas Escolas, nas Empresas e em Residências Curso Merchandising Visual para o Seu Negócio Curso Como Tornar sua Empresa uma Franqueadora Curso Análise de Crédito e Cobrança na Pequena Empresa - Parte 1 Curso Dinâmicas para Motivação e Cooperação de Equipes nas Empresas - Jogos e Dinâmicas com 10 Práticas Curso Dinâmicas para Motivação e Cooperação de Equipes nas Empresas - Práticas de Jogos e Dinâmicas de Grupo Curso Como Administrar Pequenas Indústrias Curso Análise de Crédito e Cobrança na Pequena Empresa - Parte 2 Curso Estratégias para Desenvolvimento de Municípios Curso Como Implantar um Plano de Cargos e Salários Curso Estratégias para Desenvolvimento de Municípios II com base em Agropecuária e Confecções Áreas Afins 10Capacitação na Empresa Depoimentos dos Alunos Alunos de Sucesso Depoimentos Publicações TV Cursos CPT Artigos Notícias Dicas Cursos CPT Entretenimento Beirada de Fogão Melhores Filmes do Cinema Reflexões

Produzir cacau é um bom negócio

Com o crescente consumo de chocolate no país, a Ceplac investe em pesquisas de melhoramento genético para o cacau

 

Nos últimos quatro anos foram criados 32 clones de alta produtividade e resistentes às pragas, como a vassoura-de-bruxa.

 

“Produzir e industrializar cacau é e será sempre um bom negócio. Temos análises econômicas da situação da cadeia produtiva sobre o que pode ser feito e quais as perspectivas em relação à produção em outros países". A declaração do ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, foi feita durante a 15ª reunião ordinária da Câmara Setorial do Cacau, realizada na última semana, em Brasília. Segundo o ministro, a reestruturação da Ceplac - Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira, está bem adiantada e vai proporcionar dinamismo ao setor.
 
A Ceplac está com 114 linhas de pesquisas voltadas para o melhoramento genético, biotecnologia, fisiologia da produção e manejo do solo para o cacau e outras culturas tropicais. Os estudos resultaram, nos últimos quatro anos, na criação de 32 clones de alta produtividade e resistentes às pragas, como a vassoura-de-bruxa.
 
Para Patrícia Tristão, tutora do Portal de Informação do CPT – Centro de Produções Técnicas, “esta é a geração que precisa mudar muitos vícios nos cultivos e buscar o desenvolvimento de novas tecnologias para a promoção da sustentabilidade no Brasil. É necessário introduzir clones tolerantes às diversas doenças e manejos de solo”.

O diretor da Ceplac, Jay Wallace, confirma dizendo que, “com melhoramento genético estamos nos preparando para atender a demanda interna da indústria processadora, principalmente pelo crescente consumo de chocolate no país, nos últimos cinco anos”.

Por: Ariádine Morgan

Com o crescente consumo de chocolate no país, a Ceplac investe em pesquisas de melhoramento genético para o cacau

 

 “Produzir e industrializar cacau é e será sempre um bom negócio. Temos análises econômicas da situação da cadeia produtiva sobre o que pode ser feito e quais as perspectivas em relação à produção em outros países.” A declaração do ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, foi feita durante a 15ª reunião ordinária da Câmara Setorial do Cacau, realizada na última semana, em Brasília. Segundo o ministro, a reestruturação da Ceplac - Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira está bem adiantada e vai proporcionar dinamismo ao setor.

A Ceplac está com 114 linhas de pesquisas voltadas para o melhoramento genético, biotecnologia, fisiologia da produção e manejo do solo para o cacau e outras culturas tropicais. Os estudos resultaram, nos últimos quatro anos, na criação de 32 clones de alta produtividade e resistentes às pragas, como a vassoura-de-bruxa.

Para Patrícia Tristão, tutora do Portal de Informação do CPT – Centro de Produções Técnicas, “essa é a geração que precisa mudar muitos vícios nos cultivos e buscar o desenvolvimento de novas tecnologias para a promoção da sustentabilidade no Brasil. É necessário introduzir clones tolerantes às diversas doenças e manejos de solo”.

O diretor da Ceplac, Jay Wallace, confirma dizendo que, “com melhoramento genético estamos nos preparando para atender a demanda interna da indústria processadora, principalmente pelo crescente consumo de chocolate no país, nos últimos cinco anos”.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Erik Douglas Cabral

5 de jun de 2018

Boa noite! Me chamo Erik,vi em alguns comentários que vocês não tem cursos sobre a produção de cacau. Mas gostaria de saber quais são as técnicas para implantar em terrenos?Desde já agradeço.

Resposta do Portal Cursos CPT

20 de jun de 2018

Bom dia Erik,

Sugiro que você procure um profissional da área ou utilize um mecanismo de busca como o google para essas informações.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Ueslei Dos Santos Costa

15 de fev de 2018

Olá meu nome é ueslei gostaria de saber que é verdade que cacau só dá em matas

Resposta do Portal Cursos CPT

15 de fev de 2018

Olá Ueslei,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

O cacaueiro é muito exigente em calor e umidade. A sua cultura, do ponto de vista econômico, só é recomendável, em regra geral, nas regiões cuja temperatura média anual esteja em torno de 23 a 25ºC e a média anual das temperaturas mínimas ao redor de 21ºC. Temperaturas inferiores a 15ºC são sempre perigosas para a cultura. Do ponto de vista de umidade, considera-se como limite mínimo uma precipitação anual de 1250 mm, bem distribuído, com um período de estiagem não superior a 2 meses, todavia, precipitações superiores a 5.000mm são consideradas indesejáveis, pois contribuem para o aparecimento de fungos nocivos à cultura.

Da relação entre temperatura e chuva deve resultar um ambiente mais ou menos úmido, girando em torno de 80%, a média anual da umidade relativa, do ar.

Essas condições o cacaueiro encontra nas regiões intertropicais, entre altitudes variáveis de 300 a 600 metros e nas proximidades da linha equatorial entre 0 e 150 metros. No Brasil, as culturas mais afastadas do Equador estão localizadas a 19º L.S. (latitude sul), no Estado do Espírito Santo, no Vale do Rio Doce e a 22º LS., no Estado do Rio de Janeiro.

Solo

O cacaueiro é uma planta que prefere solos profundos, porosos e frescos; daí a razão pela qual os terrenos de mata terem sido os preferidos para a implantação de sua cultura. Do ponto de vista químico, são considerados melhores os solos cujo subsolo se apresente um pouco mais argiloso que o solo superficial, uma vez que nas condições climáticas atrás referidas, as perdas dos elementos solúveis por infiltração são elevadas. Tais perdas devem ser compensadas principalmente pelas adubações.

Quanto à acidez, o cacaueiro prefere os solos de pH próximo a 7; uma acidez até as proximidades de 5,5 parece não causar prejuízos consideráveis às plantas.

Em relação à topografia tanto se cultiva o cacau nas meia-encostas como nos vales dos rios. Nestes últimos, contudo, a produção por área é maior, mais constante e menos dispendiosa.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

ueslei Dos Santos Costa

15 de fev de 2018

Meu nome é ueslei gostaria de saber ser é verdade. Que cacau só poder ser plantados. Em mata

Resposta do Portal Cursos CPT

15 de fev de 2018

Olá Ueslei,

O cacaueiro é muito exigente em calor e umidade. A sua cultura, do ponto de vista econômico, só é recomendável, em regra geral, nas regiões cuja temperatura média anual esteja em torno de 23 a 25ºC e a média anual das temperaturas mínimas ao redor de 21ºC. Temperaturas inferiores a 15ºC são sempre perigosas para a cultura. Do ponto de vista de umidade, considera-se como limite mínimo uma precipitação anual de 1250 mm, bem distribuído, com um período de estiagem não superior a 2 meses, todavia, precipitações superiores a 5.000mm são consideradas indesejáveis, pois contribuem para o aparecimento de fungos nocivos à cultura.

Da relação entre temperatura e chuva deve resultar um ambiente mais ou menos úmido, girando em torno de 80%, a média anual da umidade relativa, do ar.

Essas condições o cacaueiro encontra nas regiões intertropicais, entre altitudes variáveis de 300 a 600 metros e nas proximidades da linha equatorial entre 0 e 150 metros. No Brasil, as culturas mais afastadas do Equador estão localizadas a 19º L.S. (latitude sul), no Estado do Espírito Santo, no Vale do Rio Doce e a 22º LS., no Estado do Rio de Janeiro.

Solo

O cacaueiro é uma planta que prefere solos profundos, porosos e frescos; daí a razão pela qual os terrenos de mata terem sido os preferidos para a implantação de sua cultura. Do ponto de vista químico, são considerados melhores os solos cujo subsolo se apresente um pouco mais argiloso que o solo superficial, uma vez que nas condições climáticas atrás referidas, as perdas dos elementos solúveis por infiltração são elevadas. Tais perdas devem ser compensadas principalmente pelas adubações.

Quanto à acidez, o cacaueiro prefere os solos de pH próximo a 7; uma acidez até as proximidades de 5,5 parece não causar prejuízos consideráveis às plantas.

Em relação à topografia tanto se cultiva o cacau nas meia-encostas como nos vales dos rios. Nestes últimos, contudo, a produção por área é maior, mais constante e menos dispendiosa.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Pablo Betancor

16 de jan de 2018

Boa noite Moro em São Paulo, minha sogra mora em Jitaúna Bahia, ela deixou de herança 2 hectares de terra! Estou querendo plantar cacau, porém, não tenho nenhum conhecimento. Gostaria de saber se tem algum curso?

Resposta do Portal Cursos CPT

17 de jan de 2018

Olá Pablo Betancor,

Infelizmente não temos cursos sobre a produção de cacau, porém, temos diversos outros cursos que pode ser interessante você realizar para implantar as técnicas em seu terreno.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

Claudiomar Gomes da Cruz

25 de jun de 2017

Vou plantar 20 mil pés de cacau ê pretendo ter bons lucros pois vejo que o mercado do cacau só tem a crescer

Resposta do Portal Cursos CPT

26 de jun de 2017

Olá, Claudiomar.

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. Desejamos sorte em seu empreendimento!

Atenciosamente,

Renato Rodrigues.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!