Produtores recebem renda extra de silvicultura

Cultivo pode ser mantido junto com plantios tradicionais

 Os eucaliptos são as árvores mais plantadas, usadas para a fabricação de celulose, madeira e até essências.

A silvicultura emprega em torno de 4,5 milhões de trabalhadores e é garantia de renda para o produtor. Por isso, está em alta e é um dos setores agrícolas que mais cresce a cada ano. Esse desenvolvimento é um dos assuntos do Fórum Produção Conservação e Lucratividade – A Economia Verde como Via de Equilíbrio, que acontece no dia 26 de outubro, no auditório do Instituto Agronômico de Campinas ( IAC), em Campinas, SP.

Para o diretor executivo da Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas (Abraf), César Reis, um dos palestrantes do evento, a atividade continuará crescendo. Ele acrescentou que, dentro do setor de florestas plantadas, os segmentos de eucalipto e pinos são os mais importantes. Essas duas florestas são responsáveis pela produção de madeira, celulose e carvão vegetal.

O aumento do consumo da madeira e a grande preocupação com o desmatamento de áreas nativas têm gerado uma maior demanda por florestas plantadas. Além disso, alguns processos industriais, como cerâmica, secagem de grãos e siderurgia, contribuem com o aumento dessa procura.

César Reis afirmou ainda que vários estados estão produzindo madeira e novas fronteiras estão sendo conquistadas. Ou seja, a atividade é muito atraente e lucrativa. Ele destaca a eficiência de programas que incentivam os produtores rurais, inclusive os pequenos, a cultivarem a floresta combinada com outras culturas. É uma forma de proporcionar a eles o aumento da renda, sem haver prejuízo da cultura tradicional.

O doutor em silvicultura Haroldo Nogueira de Paiva, professor do curso Cultivo de Eucalipto em Pequenas Propriedades, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, defende que essa é uma boa opção para os produtores rurais que desejam complementar os ganhos financeiros. Segundo ele, os custos são baixos e o manejo é simples, além de não alterar a produção normal.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Cursos Relacionados

Curso Reposição Florestal Curso Reposição Florestal

Com Prof. Pesquisadores da EMATER

R$ 446,00 à vista ou em até 12x de R$ 37,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Uso da Madeira de Eucalipto na Fazenda Curso Uso da Madeira de Eucalipto na Fazenda

Com Prof. Dr. José Tarcísio da Silva Oliveira

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo de Eucalipto Curso Cultivo de Eucalipto

Com Prof. Dr. Celso Trindade, Prof. Dr. Haroldo Nogueira de Paiva e Prof. Dr. Laércio Jacovine

R$ 498,00 à vista ou em até 12x de R$ 41,50 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Mais Notícias sobre diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade