Produção de orquídeas firma-se como excelente opção de investimento

A orquídea, objeto de desejo que até pouco tempo era privilégio de alguns, se popularizou e está mais acessível, bem ao alcance de todas as pessoas

Cultivo de orquídeas

 

A orquídea, objeto de desejo e inspiração de tantas pessoas, que até muito pouco tempo era privilégio de poucos, hoje está de vida nova. Apesar de nada perder em exuberância e delicadeza, ela desceu do patamar, se popularizou e está mais acessível, bem ao alcance de todas as pessoas, principalmente a do gênero phalaenopsi, podendo ser encontrada em pet shops, supermercados, floriculturas, entre outros. A causa de tamanha mudança de comportamento? A queda do preço de comercialização, devido ao grande aumento do número de produtores.

Brancas, amarelas, rajadas, rosas e azuis, cada uma mais bela que a outra, diga-se de passagem, as orquídeas são capazes de enfeitar os mais variados ambientes. São fáceis de cuidar, necessitam de água apenas duas vezes por semana, possuem longa duração e florescem a cada seis meses, motivos estes que viabilizam investir na produção e comercialização desta flor.

Mas as vantagens não param por aí: outro fator que favorece o investimento é a avançada tecnologia que vem sendo utilizada para a produção da orquídea. Copiando os passos de Holanda, produtores brasileiros têm feitos mudanças no jeito de cultivar estas flores. Mas, não se engane! Não é porque estão mais populares que o mercado consumidor de orquídea vai estar nais maleável. É muito pelo contrário! Ele está mais cada vez mais exigente. Hoje, para se ter ideia, o lema é: quanto mais flor por haste melhor e quanto mais haste por planta, melhor ainda.

Atualmente, as novas estufas seguem os padrões de tecnologia da Holanda. Elas são mais altas, reproduzem três tipos de sombreamento e comportam 15% a mais de plantas, no mesmo espaço da estufa tradicional. O processo de produção é automatizado, gasta-se menos com a contratação de funcionários e, ainda, consegue-se produzir o dobro de plantas com a metade da mão de obra, além de encurtar o ciclo de produção de 10 para 8 semanas.

A renovação constante do mercado, movimentado pela incessante procura de novas formas e novas cores, faz com que os investimentos no setor sejam cada vez maiores, almejando sempre produtos de qualidade capazes de atender a crescente demanda em todas as suas expectativas.

Por Silvana Teixeira.
Fonte: Globo Rural.

Salvar

Salvar

Cursos Relacionados

Curso Como Produzir Rosas Curso Como Produzir Rosas

Com Prof. Dr. José Geraldo Barbosa

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo de Orquídeas para Fins Comerciais ou Hobby Curso Cultivo de Orquídeas para Fins Comerciais ou Hobby

Com Prof. Waldyr Fochi

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção Comercial de Antúrio, Helicônia e Spathiphyllum Curso Produção Comercial de Antúrio, Helicônia e Spathiphyllum

Com Prof. Dr. José Geraldo Barbosa

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Mais Notícias sobre diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade