Produção de biodiesel ultrapassa meta inicial do governo e recebe mais incentivo

Para atender a demanda deste ano, o Brasil deve produzir 2,3m³ milhões de biodiesel

 

Os agricultores responderam rápido, a indústria investiu, e este ano, a meta foi antecipada.

 

A cada dia a frota de carros, caminhões e motos aumenta e a tendência é que continue crescendo. Além de exigir uma boa infraestrutura das cidades, isso gera uma preocupação mundial com a emissão de gases que causam o efeito estufa. Por isso, há necessidade do desenvolvimento das fontes de energia renováveis, ou biodiesel.

É nesse cenário que surgiu o Programa Nacional do Biodiesel, lançado pelo governo brasileiro há cinco anos. O objetivo do programa é investir na produção de combustíveis biodegradáveis, menos poluentes, para substituir parte do diesel e do petróleo. No início, foi autorizada a mistura de 2% do novo combustível ao diesel comum. A meta era alcançar os 5% em 2013.

Os agricultores responderam rápido, a indústria investiu, e hoje, a meta foi antecipada. A partir de janeiro deste ano, o diesel tem uma mistura obrigatória de 5% de biocombustível. Para atender essa demanda, o Brasil deve produzir 2,3m³ milhões de biodiesel.

Atualmente, 78% do biodiesel produzido no país é proveniente da soja, 15% do sebo de animais e 3% do caroço de algodão. Todas as outras culturas dividem os 4% restantes. Ricardo Dornelles, diretor de combustíveis renováveis do Ministério de Minas e Energia, explica que a prioridade do governo é “ter uma menor dependência da soja. Buscar formas alternativas de diversificar a produção de matérias-primas, como a mamona. Os produtores que investirem nesses outros cultivares receberão mais incentivo do governo”.

Para o professor Dr. Nívio Poubel Gonçalves, pesquisador da EPAMIG - Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, no curso Cultivo e Processamento de Mamona, produzido pelo CPT - Centro de Produções Técnicas, “uma excelente forma de geração de biodiesel é a utilização do óleo de mamona. Como é elaborado a partir de óleos vegetais, é um combustível renovável, biodegradável e ambientalmente correto. Isso poderá também contribuir para o aumento da produção do vegetal”.

O Brasil é o segundo maior produtor de biocombustível do mundo. Só perde para a Alemanha. Futuramente, as taxas de produção brasileira devem aumentar, o que poderá tornar o país o maior produtor mundial.

Cursos Relacionados

Curso Produção de Álcool Combustível na Fazenda Curso Produção de Álcool Combustível na Fazenda

Com Prof. Dr. Juarez de Souza e Silva

R$ 428,00 à vista ou em até 12x de R$ 35,67 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Energia Eólica - Para Geração de Eletricidade e Bombeamento de Água Curso Energia Eólica - Para Geração de Eletricidade e Bombeamento de Água

Com Prof. Antônio Leite

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo e Processamento de Mamona Curso Cultivo e Processamento de Mamona

Com Prof. Reinaldo Nunes de Oliveira

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Biodiesel na Fazenda Curso Produção de Biodiesel na Fazenda

Com Prof. Paulo Anselmo

R$ 338,00 à vista ou em até 12x de R$ 28,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Mais Notícias sobre diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade