WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cursos da Área Curso Inseminação Artificial em Bovinos - Convencional e em Tempo Fixo Curso Fabricação de Ração na Fazenda Curso Planejamento Alimentar em Sistema de Pastejo - Para Gado de Leite e Corte Curso Alimentação de Vacas Leiteiras em Pasto e em Confinamento Curso Enquanto o Veterinário Não Chega - Atendimento a Bovinos Curso Produção de Leite em Pasto Curso Prevenção e Controle de Mastite Curso Manejo da Vaca Gestante no Parto e Pós-Parto Curso Melhoramento Genético de Gado de Leite Curso Como Produzir Mais Leite e Mais Bezerras Curso Pastoreio de Lotação Rotacionada para Gado de Leite e Corte Curso Bezerras de Raças Leiteiras - Do Nascimento ao Desaleitamento Curso Cana Ureia - Alimento de Baixo Custo para Bovinos Curso Conforto Animal para Maior Produção de Leite Curso Sistema Superintensivo de Produção de Leite em Pasto Curso Ordenha Mecânica Curso Shamballah - O Segredo da Alta Produtividade Leiteira Curso Produção de Leite em Confinamento Curso Controle de Carrapato, Berne e Mosca-dos-Chifres Curso Recria de Novilhas para Produção de Leite Curso Formação e Manejo de Capineira Curso Sistemas Silvipastoris - Consórcio de Árvores e Pastagens Curso Criação de Bezerros de Raças Leiteiras para Corte Curso Pastejo Rotativo em Capim-Elefante Curso Pastoreio Voisin para Gado de Leite Curso Produção de Leite Orgânico Curso Vacas Meio-Sangue para Produção de Leite Curso Manejo Sanitário de Bovinos para Produção Orgânica de Leite Curso Avaliação, Julgamento e Preparo de Vacas Leiteiras para Eventos Curso Produção de Vitelos Áreas Afins 30Gado de Corte 17Pastagens e Alimentação Animal 2Produção Orgânica de Leite Depoimentos dos Alunos Alunos de Sucesso Depoimentos Publicações TV Cursos CPT Artigos Notícias Dicas Cursos CPT Entretenimento Beirada de Fogão Melhores Filmes do Cinema Reflexões

Pontos que levam à adesão do confinamento de bovinos leiteiros

Capacidade fixa do rúmen das pastagens não permite ao animal o consumo de matéria seca suficiente para preencher os seus requisitos nutricionais

O confinamento de bovinos leiteiros está intimamente associado à intensificação da produção de leite.
O confinamento de bovinos leiteiros está intimamente associado à intensificação da produção de leite.

Os principais fatores relacionados ao confinamento como intensificador da produção e produtividade dos rebanhos leiteiros especializados, são o fechamento da fronteira agrícola ou área física limitada, a necessidade de produção uniforme e constante durante o ano, as limitações das pastagens na produção de leite, clima e instalações.

A primeira condição apresentada caracteriza-se por ser competitiva para se sobrepor aos altos custos das terras próximas aos grandes centros consumidores. O confinamento de bovinos leiteiros está intimamente associado à intensificação da produção de leite. Em segundo lugar, coloca-se a estacionalidade da  capacidade de geração de forragem durante o ano.

Outro ponto que leva à adesão do confinamento é a dificuldade do manejo das vacas em lactação nas pastagens, devido ao crescimento do rebanho. A movimentação dos animais e a distância percorrida entre o estábulo e os pastos também são problemas reais para grandes rebanhos de leite.

Para o professor e pesquisador da Embrapa Gado de Leite, Marcus Cordeiro Durães, no curso Confinamento para Gado de Leite, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “mais importante que o tempo gasto nas caminhadas é a redução do tempo disponível para o animal comer, o que é particularmente essencial para os animais de alta produção, principalmente no início da lactação. Nesse período, as vacas não conseguem ingerir o alimento em quantidades suficientes para ficar em equilíbrio de energia próxima às condições reais”.

As pastagens para a produção de leite são limitadas devido ao alto teor de fibra e à baixa ou média disgestibilidade dos pastos e a capacidade fixa do rúmen  não permite ao animal o consumo de matéria seca suficiente para preencher os seus requisitos nutricionais. Alimentos sob forma mais concentrada podem ser facilmente fornecidos em confinamento, permitindo maior consumo ou ingestão de matéria seca.

No Brasil, os animais semiestabulados caraterizam ainda o sistema semi-intensivo de criação, predominando-se nas fazendas produtoras de leite e criadoras de reprodutores. Assim, a partir desse estrato de propriedades, o planejamento, o uso das instalações e equipamentos, e o conceito de intensificação da produção de leite, sob a forma de confinamento, deverá ser enfatizado, como aconteceu nos países desenvolvidos.

Por: Ariádine Morgan

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!