WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Conheça nossos Cursos Profissionalizantes (combos) com 40% de DESCONTO

Os tipos de depilação

Saiba qual é o melhor método para a sua pele

 

 A cera quente é a preferida das brasileiras. Foto: R7.

Existem vários métodos de depilação, cada um é mais adequado a uma parte do corpo e a um tipo de pele. Todos eles têm vantagens e desvantagens. A escolha está condicionada aos benefícios, ao tempo gasto e de espera entre uma depilação e outra, à praticidade e, na maioria das vezes, ao preço.

Conhecer bem cada tipo de depilação é o primeiro passo para escolher o melhor. A professora Mitsue Watanabe, do curso Depilação Feminina e Masculina, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, afirma que é importante variar entre um método e outro. Ela explica que  repeti-los pode irritar muito a pele, causando inflamações, pelos encravados e manchas.

Lâmina: é o método menos abrasivo, porque não retira a raiz e por isso não causa irritações graves. Também é vantajoso por ser prático, podendo ser utilizado a qualquer hora, inclusive embaixo do chuveiro. Ao contrário do que muita gente pensa, a lâmina não faz os pelos engrossarem, apesar de não ser recomendada para o buço. A melhor forma de usá-la é com cremes de barbear ou cremes próprios para depilação, deixar amolecer os pelos e depois raspar suavemente.

Depiladores elétricos: eles não cortam os pelos, como os barbeadores masculinos. Na verdade, são formados por um conjunto de pequenas pinças que arrancam os pelos. Têm a vantagem de durar bastante, até 25 dias, o problema é que a sensação é de que arrancam fio por fio, sendo bastante incômodo. Por isso também podem causar irritações e hematomas, não sendo recomendados para a depilação íntima.

Cera fria: ela causa muita dor, mas os pelos encravam bem menos. As ceras industriais vêm em folhas prontas para o uso ou em potes. Elas são recomendadas para partes maiores do corpo, como pernas, costas e tórax, sendo ideal para a depilação masculina.

Cera quente: é o tipo de depilação mais comum e o preferido da maioria das brasileiras. Com o calor, os poros se dilatam, facilitando a saída dos pelos e diminuindo a dor. No entanto, é mais propenso ao encravamento e ao aparecimento de manchas na axila e na virilha. Para esse tipo de depilação, a pele precisa estar bem limpa e sem nenhum creme hidratante.

Cremes depilatórios: a ação deles é parecida com a das lâminas por não arrancarem os pelos. Uma substância química, o tioglicolato, dissolve e retarda o crescimento deles. Além disso, costumam ter agentes hidratantes na fórmula, como vitaminas e óleos. Também são muito práticos, podendo ser usados em situações de emergência. Mas, como se trata de um composto químico muito forte, é importante seguir as recomendações à risca, sempre fazer um teste para saber se não vai causar alergias e nunca aplicar em regiões íntimas.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!