WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

#fiqueemcasa Vamos nos unir nessa corrente: só o conhecimento constrói o amanhã!

Novos níveis de minerais exigidos para a fabricação de rações

Legislação antiga não atendia aos avanços tecnológicos da área

 

 Não são mais exigidos níveis mínimos de suplementação animal para rações de suínos e aves.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) observou que as regras para a regulamentação do setor de ração animal para aves e suínos não considerava os avanços tecnológicos obtidos na área. Por isso, invalidou as limitações às quantidades de minerais que poderiam ser adicionados às rações. A resolução foi publicada no Diário Oficial da União.

A legislação antiga estabelecia quantidades mínimas para a adição de minerais nas rações, como forma de garantir os nutrientes necessários aos animais. No entanto, várias pesquisas ajudaram o setor a reduzir os níveis de minerais nas dietas, sem que a saúde dos animais ou a produção fosse comprometida.

A Coordenação de Fiscalização de Produtos para Alimentação Animal (CPAA) informou que a mudança se baseia em análises técnicas. Uma delas foi o estudo que comprovou que o uso de minerais quelatados e o uso de leveduras são eficazes, mesmo em níveis menores do que os previstos na legislação anterior. Eles são melhor absorvidos pelos animais, permitindo uma redução na inclusão deles nas rações.

A redução nos níveis de minerais pode diminuir bastante o custo das rações e, consequentemente, do preço repassado ao consumidor. A resolução é importante também porque evita a contaminação do ambiente decorrente dos minerais eliminados nas fezes dos animais.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!