WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Moda, em todas as suas tendências, cresce no mercado brasileiro

Nesse cenário, não foram apenas as grandes marcas que se destacaram, os pequenos empresários também têm espaço para conquistar os consumidores

Uma roupa só é comprada quando o consumidor se identifica com a mesma.

Fios, tecidos, moldes, linhas, agulhas são palavras do cotidiano dos empreendedores da moda. E eles podem se animar. Segundo dados divulgados pela Abit – Associação Brasileira de Indústria Têxtil e de Confecção, os dois setores movimentaram R$ 47 bilhões em 2009 e produziram 5,5 bilhões de itens. A expectativa é de que este ano o crescimento seja de  3,7%.

Nesse cenário, não foram apenas as grandes marcas que se destacaram, os pequenos empresários têm espaço para conquistar os consumidores com ideias criativas, com um diferencial, que se destaca da concorrência. Isso pode se dar tanto pela qualidade dos tecidos e acabamentos como pela inovação dos modelos.

A professora Francisca Sheck, no curso Confecção de Vestidos, elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, lembra que “o bom costureiro deve ter capricho e ser detalhista. Precisa ter cuidado especial com o bom acabamento, pois esse é essencial para dar qualidade à peça, juntamente com o bom caimento”.

Além disso, para se inserir no mercado, focar em um nicho específico faz parte do primeiro passo, e conhecer bem o cliente é crucial. Uma roupa só é comprada quando o consumidor se identifica com a mesma. A pesquisa de mercado, que define as tendências e preferências do público-alvo, é fundamental e auxilia na inovação das peças.

A indústria brasileira de confecção é bastante versátil, incluindo moda plus size (tamanhos maiores), roupas infantis, fitness, entre outras, mas a moda praia é marca registrada do país. Esse nicho produz U$ 1,5 bilhão por ano e envolve 2,3 mil empresas.

“Costurar é uma arte que pode se tornar uma profissão bem remunerada. O costureiro deve ter conhecimentos técnicos que lhe permitam a criação e a confecção de peças de vestuário. No Brasil, o setor de confecções é grande gerador de empregos. Se você for bom profissional, poderá conseguir ótima colocação no mercado de trabalho”, comenta a professora Sheck, no curso Confecção de Blusas, também elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!