WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Conheça nossos Cursos Profissionalizantes (combos) com 40% de DESCONTO

Mercado de chocolate tem espaço para grandes e pequenas produções

Apesar da forte tradição das grandes marcas produtoras de chocolate, os pequenos fabricantes possuem muitas vantagens competitivas

 

O consumo médio per capita de chocolate no Brasil é de cerca de 2,4 quilos por habitante.

O chocolate movimenta, globalmente, uma economia de 60 bilhões de dólares/ano. O Brasil é o terceiro maior produtor mundial de cacau, sendo o primeiro a Costa do Marfim, com 40%, e Gana, o segundo. O estado baiano é o líder absoluto na produção brasileira, seguido do estado do Pará, Rondônia e Espírito Santo.

O país, apesar do clima e do alto nível de produtos industrializados, tem demonstrado um potencial de mercado para o chocolate artesanal. Ele vem conquistando uma grande parcela da sociedade, pois se apresenta de formas bem distintas. Uma opção são as embalagens sofisticadas destinadas a atender um público de maior poder aquisitivo. Outra é o chocolate feito sob encomenda para lojas, festas e comemorações. Também são comercializados como ovos de páscoa, que visam atender uma demanda específica.

O Brasil é o segundo maior fabricante de ovos de Páscoa do mundo, depois da Inglaterra. O consumo médio per capita de chocolate no país é de cerca de 2,4 quilos por habitante, com variações regionais. São Paulo, por exemplo, tem um consumo anual de 3,8 quilos.

Apesar da forte tradição das grandes produtoras de chocolate, os pequenos fabricantes possuem muitas vantagens competitivas. As marcas mais artesanais têm a seu favor a falta de concorrência comparativa de preços. O desconhecimento da marca é facilmente resolvido com um belo e saboroso mostruário.

Além disso, ganha-se na exclusividade, na oferta de sabores diferenciados, na criação de embalagens criativas e na regionalidade. Para entrar nesse mercado, o ideal é que se faça um planejamento do negócio. De acordo com a professora Cecília Leci Corrêa, da Chocolateria Escola do Instituto Fribourg, de Nova Friburgo, a pesquisa de mercado é o primeiro passo para se ter certeza que o produto será bem aceito.

“Ela é muito importante, pois o empreendedor, ao planejar o que vai comercializar, deve levar em consideração aspectos de qualidade, verificando as características que o consumidor deseja no produto”, explica a professora no curso Como Montar e Operar uma Pequena Fábrica de Chocolate, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas.

O empreendedor precisa, também, avaliar os aspectos quantitativos para definir as unidades a serem  produzidas, atendendo à demanda do mercado. Esse é um fator muito importante ao se tratar de um produto perecível.

Por: Ariádine Morgan

Curso CPT - Como Montar e Operar uma Pequena Fábrica de Chocolate

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!