WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Frutas vermelhas atrasam perda da capacidade cerebral

Frutas como o mirtilo e o morango são ricas em substâncias que retardam os efeitos causados pela idade

 

 As frutas vermelhas contêm grandes quantidades de flavonoides, que atrasam a perda das funções cerebrais. Foto: reprodução.

Uma pesquisa realizada pela Escola de Medicina de Harvard, em Boston, nos EUA, afirma que mulheres que consomem grandes quantidades de frutas vermelhas têm a capacidade cerebral reduzida mais lentamente do que as que não ingerem essas frutas. O resultado foi publicado nos Anais de Neurologia.

O estudo foi feito com mais de 16 mil mulheres. Elas responderam a questionários sobre seus hábitos alimentares e o estado de saúde entre os anos de 1976 a 2001. Os resultados mostraram que as mulheres que comeram mais frutas vermelhas atrasaram em até 2,5 anos o declínio cognitivo.

Os pesquisadores avaliaram as funções mentais de pessoas com mais de 70 anos, a cada dois anos, de 1995 a 2001. A médica Elizabeth Devore, do Brigham and Women's Hospital e da Escola de Medicina de Harvard, afirmou que as análises forneceram as primeiras evidências de que as “berries” (frutas vermelhas) podem atrasar o avanço do declínio cognitivo em mulheres idosas.

As substâncias responsáveis por esse efeito das frutas, como o morango, o blueberry (mirtilo), o açaí, a jabuticaba, a amora e a ameixa, são os flavonoides. Eles eliminam os radicais livres, responsáveis pela deterioração das células, principalmente as do cérebro. Além disso, os flavonoides ainda são anti-inflamatórios, antialérgicos e ajudam a combater o câncer e doenças cardíacas. São encontrados em outras frutas, mas em quantidades bem menores do que nas de cor avermelhada e arroxeada.

O médico Robert Graham, do Hospital Lenox Hill, em Nova York, que não participou do estudo, afirma que as frutas vermelhas devem ser consumidas por pessoas de todas as idades, mas principalmente por aquelas acima dos 70 anos. Essas frutas, segundo os cientistas que realizaram a pesquisa, são muito importantes para combater doenças degenerativas do cérebro como o mal de Alzheimer.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!