WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Conheça nossos Cursos Profissionalizantes (combos) com 40% de DESCONTO

Faturamento da agropecuária deve crescer quase 8% este ano

Segundo a CNA, o aumento do preço de muitos produtos deve favorecer o crescimento do valor bruto da produção

 

 O milho é o produto que deve ter um maior aumento no faturamento em 2012.

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) divulgou uma projeção de que o Valor Bruto da Produção (VBP) do setor agropecuário deve crescer 7,9% em 2012, chegando ao valor de R$ 351,8 bilhões. De acordo com a instituição, o preço pago pelas principais commodities no mercado internacional por causa da quebra de safra em diversos outros países favoreceu o aumento do VBP. No ano passado, o valor pago pela produção da agropecuária brasileira ficou em R$ 326,3 bilhões.

Para a CNA, o aumento da demanda externa por produtos agropecuários, estimulado pela antecipação dos embarques, contribuiu para a estimativa de crescimento do VBP em 2012. O faturamento da pecuária deve chegar a R$ 134,9 bilhões, um aumento de 6,2% em relação ao ano passado. Já o faturamento da agricultura deve atingir R$ 216,9 bilhões, um aumento de 8,9%.

Mesmo com a quebra da safra da soja, principal commoditie agrícola brasileira, o valor alto pago pelo produto deve aumentar o faturamento em 19,4% este ano. O VBP da soja deve chegar a R$ 67 bilhões, ainda que a colheita tenha sido 11,8% menor. O aumento da demanda interna e a quebra da produção norte-americana favoreceram a alta cotação da oleaginosa.

A cana-de-açúcar teve redução de 8% na produção, mas diversos fatores, como o atraso na moagem, fizeram o preço do produto subir 31,5%, aumentado a receita, que deve chegar a R$ 39 bilhões, um aumento de 20,9% em relação a 2011. Já o milho aumentou tanto a produção quanto os preços, o que deve aumentar a receita em 38,2%, atingindo R$ 33,4 bilhões.

Em relação à pecuária, a carne bovina deve ter uma queda de 5,4% no faturamento, alcançando R$ 54,7 bilhões. A suinocultura deve apresentar uma queda de cerca de 11% no faturamento, chegando a R$ 9,7 bilhões. A queda na suinocultura se deve principalmente à queda da demanda interna, que não assimilou o aumento dos preços.

Já a avicultura deve ter um bom desempenho, devido ao aumento do preço da carne, em consequência da alta do preço dos insumos da produção, como a soja e o milho. Enquanto os preços subiram 30,8%, o faturamento deve crescer 33,5%, chegando a R$ 37,5 bilhões.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!