Farmácia viva combate pressão alta e obesidade

Plantas medicinais auxiliam 30% da população brasileira que sofre de pressão alta e 10% que já é considerada obesa

 

Muitas das plantas usadas popularmente têm seu efeito curativo comprovado, após serem submetidas a criteriosos estudos.

 

Uma pesquisa conduzida pela UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais, indicou que a árvore mangabeira pode ser muito mais eficaz que o remédio mais vendido contra a pressão alta. Procurado pelo nome do fruto mangaba, o produto é vendido em pedaços de tronco e ajuda no controle de diabetes, colesterol e hipertensão.

Já utilizada na sabedoria popular, o resultado surpreendeu pelo fato da mangabeira conter substâncias com tanto potencial, que utilizada na dose correta, chega a ser até dez vezes mais eficiente que o captolpril, usado nos remédios farmacêuticos para pressão alta. Além disso, o chá também tem o poder de inibir a produção de substâncias que causam a hipertensão, sendo um vasodilatador.

O combate à obesidade também tem utilizado da fitoterapia com o objetivo de reduzir o apetite e ativar o metabolismo. O tratamento com plantas medicinais complementa o dietético, pois proporciona o aumento da combustão das calorias ingeridas e facilita a eliminação dos líquidos retidos. Há plantas que atuam aumentando ou diminuindo a atividade da tireoide e no pâncreas, potencializando a ação da insulina, que reduz o nível de glicose no sangue.

Segundo o professor Dr. Celso Trindade, no curso Farmácia Viva, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “nos últimos anos, o desenvolvimento de uma consciência ecológica e de respeito ao próprio organismo está levando a uma intensificação do uso de remédios elaborados com extratos de plantas”.

A indicação terapêutica popular e a forma como são usadas as plantas têm importância crucial no início de um estudo científico do seu efeito. E, de fato, muitas das plantas usadas popularmente têm suas propriedades curativas comprovadas, após serem submetidas a criteriosos estudos. Os testes em humanos, da pesquisa sobre o tratamento com fitoterápicos para o combate da pressão alta, deve começar ainda neste ano.

Por: Ariádine Morgan

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Cursos Relacionados

Curso Plantas Medicinais e Aromáticas - Colheita e Beneficiamento Curso Plantas Medicinais e Aromáticas - Colheita e Beneficiamento

Com Prof. Dr. Celso Trindade e Prof.ª Maria Luiza Sartório

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Farmácia Viva - Utilização de Plantas Medicinais Curso Farmácia Viva - Utilização de Plantas Medicinais

Com Prof. Dr. Celso Trindade e Prof.ª Maria Luiza Sartório

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção Comercial de Plantas Medicinais Curso Produção Comercial de Plantas Medicinais

Com Prof. André Furtado

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Uso de Plantas Medicinais em Dermatologia Curso Uso de Plantas Medicinais em Dermatologia

Com Prof.ª Dr.ª Maria Bergo

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Mais Notícias sobre diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade