WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Conheça nossos Cursos Profissionalizantes (combos) com 40% de DESCONTO

Estudo mostra o consumo de orgânicos no Brasil

Pesquisa realizada na Esalq/USP mapeia a oferta e o consumo de alimentos orgânicos

 

 Produção orgânica traz benefícios aos agricultores, consumidores e ao meio ambiente.

A economista doméstica Edinéia Dotti Mooz, aluna do programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), analisou a oferta e o consumo de orgânicos pelas famílias brasileiras. O objetivo do trabalho foi estudar o comportamento  da população em relação a este tipo de alimento, acompanhando as mudanças ocorridas nos últimos anos, de modo a orientar políticas públicas e a produção agrícola.

O estudo foi feito com base nos dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de maio de 2008 a maio de 2009. Foi considerada uma amostra de 55.970 mil famílias, localizadas nas áreas urbanas e rurais em todo o país. Assim, foram analisados a disponibilidade dos alimentos orgânicos nos domicílios, de acordo com a renda familiar, os estados da federação e a contribuição dos alimentos para a nutrição dos indivíduos.

Segundo a pesquisa, a renda é um fator importante na aquisição de alimentos orgânicos. Foi observado que as famílias das áreas rurais das regiões Sul e Centro-Oeste possuem maior acesso aos orgânicos, enquanto a disponibilidade é menor entre as famílias rurais do Norte e Nordeste. A região Sul também se destaca no consumo de produtos lácteos orgânicos e o Centro-Oeste no de carnes.

A pesquisa também mostrou que a disponibilidade de orgânicos é maior em famílias menores. Além disso, o consumo também é maior em domicílios liderados por mulheres e entre pessoas com mais de 60 anos.

Ainda assim, de um modo geral, a pesquisa concluiu que o consumo de alimentos orgânicos ainda está abaixo do ideal para a maioria das famílias brasileiras.

Por: Maria Clara Corsino.

Fonte: Agência USP.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!