WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Conheça nossos Cursos Profissionalizantes (combos) com 40% de DESCONTO

Dê adeus à queda de cabelo

Veja porque o cabelo cai e como combater a queda

 

 A escova frequente é uma das principais causas da queda de cabelo.

Nosso cabelo cai normalmente uma média de 100 fios por dia. Faz parte do processo natural de troca de células, já que a parte visível dele é feita de células mortas. No entanto, quando a queda é muito superior a isso, é um motivo para se preocupar. Um estudo recente da  Sociedade Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar indica que ¼ das brasileiras entre 35 e 40 anos e metade das mulheres mais velhas sofrem de calvície.

Vários fatores causam a calvície, como traumas, desequilíbrio hormonal, alimentação inadequada, stress, uso incorreto de secador, tinturas e outros produtos. Assim como os homens, as mulheres também podem ser calvas por problemas genéticos, mas neste caso o número é bem menor e pode até ser retardado ou amenizado. A dermatologista Maria Angélica Muricy afirma que o maior problema é que muitas mulheres só procuram ajuda quando a queda já é bem acentuada.

Para saber se é hora de procurar um especialista, o tricologista Ademir Júnior diz que é só dividir o cabelo em quatro mechas e passar dez vezes os dedos entre os fios. Caso saia mais de seis fios por mecha, é melhor procurar ajuda. Para te ajudar, fizemos uma lista das principais causas da queda de cabelo e do tipo de tratamento mais adequado.

- Distúrbio na tireoide e stress: esses problemas causam uma mudança no ciclo dos fios, fazendo com que eles caiam antes da hora. O tratamento é feito com algumas sessões de carboxiterapia. O gás é aplicado no couro cabeludo, expandindo os fios, melhorando a circulação sanguínea e nutrindo os folículos capilares.

- Menopausa: ela causa um desequilíbrio hormonal. O aumento do hormônio DHT atrofia a raiz dos fios.  A solução é usar uma loção feita de minoxidil e, se necessário, algumas sessões de laser frio e vitaminas, todos para estimular o crescimento. Além disso, é preciso fazer uma reposição hormonal indicada por um médico para tratar esse e outros problemas da menopausa.

- Depressão: não costuma ser uma causa direta, mas contribui bastante para esse problema, pois pode ocorrer queda na produção de hormônios. Alguns antidepressivos, assim como outros medicamentos, podem causar a perda do cabelo. Tratar a depressão é o primeiro passo para resolver o problema. Também é bom ficar atento à alimentação e, se preciso, ingerir alguma vitamina indicada por um médico.

- Anemia: a baixa taxa de hemoglobina reduz a oxigenação da raiz, prejudicando os fios. É preciso curar a anemia para resolver o problema. Um médico pode indicar o melhor tratamento, que pode ser feito com vitamina C, alimentos ricos em ferro, e vitaminas do complexo B.

- Escova e elástico: a escova, o secador e a chapinha desidratam o cabelo, deixando-o ressecado e propenso à quebra. Nesse caso, só um corte resolve o problema. A escova ainda pode descamar os fios, deixando-os mais frágeis. Prender as madeixas com elástico pode causar a perda da raiz, portanto, prefira as “piranhas” ou presilhas que apenas unem os fios.  Faça hidratações constantes para evitar que o cabelo fique ressecado. Loções para crescimento e restauração também podem ajudar a manter os fios saudáveis.

- Escova progressiva: o efeito do cabelo liso seduz bastante. Porém o problema da progressiva é o formol, que resseca os cabelos e retira as proteínas dos fios. Em alguns casos, só um médico pode resolver. O melhor é evitar qualquer produto no cabelo se ele estiver fraco. E ficar longe do formol ainda é a melhor dica.

- Inflamação no couro cabeludo: algum problema interno pode causar erupções no couro cabeludo, provocando a queda dos fios. Injeções de corticoide podem resolver o problema.

A professora do curso Estudo dos Cabelos e seus Tratamentos, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, Mitsue Mary Ávila Watanabe, alerta que qualquer procedimento estético só deve ser feito por um especialista. Além disso, consulte sempre um médico para saber sobre qualquer problema e conhecer o melhor tratamento.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!