Cultivo de coqueiro anão e os tratos culturais

Os tratos culturais do coqueiro anão englobam adubação de cobertura, toalete, desbaste dos frutos, manejo de plantas daninhas, irrigação e controle de pragas e doenças

À medida que a cultura do coqueiro vai se expandido, as técnicas de cultivo vão se aprimorando

À medida que a cultura do coqueiro vai se expandido, as técnicas de cultivo vão se aprimorando

O cultivo do coqueiro anão é, atualmente, considerado uma das atividades agrícolas de maior retorno financeiro aos produtores. Isso acontece porque o consumo de coco, principalmente na forma in natura, vem aumentando cada vez mais em todo o mundo. Devido a esse crescimento na demanda pelo coco e seus derivados, há alguns anos, no Brasil, o cultivo de coqueiro anão deixou de ser feito apenas nas regiões litorâneas e expandiu-se para as regiões que antes não eram consideradas propícias.

À medida que a cultura do coqueiro foi se expandindo, as técnicas de cultivo já existentes foram aprimoradas e outras, mais eficientes, foram desenvolvidas e colocadas à disposição dos produtores. Tais técnicas englobam alguns conhecimentos, como é o caso de: condições de solo e de clima; produção de mudas; implantação da cultura; tratos culturais; colheita e comercialização.

No curso Produção de Coco Anão para Consumo de Água, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, o produtor encontrará todas as informações necessárias para fazer um cultivo de coqueiro eficiente. Abaixo, abordaremos uma dessas técnicas. Confira:

Tratos culturais

Os tratos culturais são importantes para que a cultura se desenvolva bem

Os tratos culturais são importantes para que a cultura se desenvolva bem

Assim que as mudas são plantadas no solo, inicia-se a fase de desenvolvimento dos coqueiros, que deverá ser acompanhada de tratos culturais, ao longo de toda a vida produtiva do coqueiral. Basicamente, os tratos culturais que o coqueiro deverá receber são: adubações de cobertura; toalete, desbaste de frutos e manejo de plantas daninhas; irrigação; e controle de pragas e doenças.

Adubação de cobertura: esse tipo de adubação serve para suprir as carências nutricionais que poderão surgir nas plantas, com o passar do tempo, em decorrência de eventuais deficiências nutricionais do solo. A primeira delas deverá ser realizada três meses após o plantio das mudas e continuarão sendo feitas, de preferência, mensalmente, com base nos resultados de análises do solo, foliar e visual.

Toalete: refere-se à técnica que deverá ser realizada em todas as fases da cultura, na qual todas as folhas secas ou mortas deverão ser retiradas e, para localizá-las, será necessário percorrer, mensalmente, o coqueiral.  

Desbaste de frutos: o processo de seleção dos frutos deverá ser iniciado bem cedo, quando estes se encontram em desenvolvimento, ou seja, quando os frutos estiverem com tamanho aproximadamente igual ao de uma laranja. Essa seleção será obtida fazendo-se o desbaste, ou seja, a retirada do excesso de frutos, de tal maneira que cada planta permaneça com, no máximo, 20 frutos por cacho.

Manejo de plantas daninhas: se o mato que cresce entre a cultura não for controlado, irá estabelecer uma competição por água, luz e nutrientes com os coqueiros. Esse controle poderá ser feito de forma mecânica ou química.

Irrigação: para que o coqueiro anão se desenvolva e produza bem, será necessário fornecer, pelo menos, 1.600 mm de água bem distribuídos durante o ano, ou seja, trata-se de uma cultura muito exigente em termos hídricos.  

Controle de pragas e doenças: as pragas e doenças do coqueiro anão são apontadas como os principais fatores responsáveis pela queda de produção da cultura, sendo assim, o produtor deve investir em um controle efetivo para não ter prejuízos com pragas e doenças.

Confira maiores informações no curso Produção de Coco Anão para Consumo de Água.

 

 

Por: Beatriz Lázia

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis As Principais Pragas do Coqueiro

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Cursos Relacionados

Curso Controle de Pragas e Doenças do Coqueiro Curso Controle de Pragas e Doenças do Coqueiro

Com Prof. José Inácio

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Irrigação do Coqueiro Anão Curso Irrigação do Coqueiro Anão

Com Prof. Dr. Ângelo Mirisola

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Adubação do Coqueiro Anão Curso Adubação do Coqueiro Anão

Com Prof. Dr. Ângelo Mirisola

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Coco Anão para Consumo de Água Curso Produção de Coco Anão para Consumo de Água

Com Prof. Dr. Ângelo Mirisola

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

José ferreira de sousa

2 de fev de 2017

Pragas, doenças e adubação do coco da Bahia

Resposta do Portal Cursos CPT

23 de fev de 2017

Olá, José!


Agradecemos pela visita e comentário em nosso site. Continue nos visitando! Diariamente postamos conteúdos dos mais diversos temas que muito podem contribuir para o seu aprendizado.


Atenciosamente,

Equipe CPT de Redação

Eliel da Silva

22 de ago de 2016

Olá, tenho um plantio, já adubei da um cacho com muito frutos mais a arapuá, ataca e cai muito frutos como devo tratar, agradeço

Resposta do Portal Cursos CPT

23 de ago de 2016

Olá Eliel,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site. A abelha arapuá não é responsável pela queda de flores em coqueiros. A cada abertura de uma espata ela visita a inflorescência para coletar pólen nas flores masculinas, que caem naturalmente, poucos dias após sua abertura. Em contato com os botões florais - flores femininas presas diretamente na espigueta da inflorescência -, a abelha tem participação no processo de polinização e de fecundação dos frutos. A queda das flores pode ser um desequilíbrio nutricional da planta, de longos períodos de estiagem, entre outros fatores. O reflexo de um estresse hídrico da árvore pode ser notado até 24 meses após a ocorrência. Se a presença da abelha incomoda, localize os ninhos e queime-os ou instale iscas açucaradas, com produtos químicos de contato e ingestão.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

EDMUNDO VIEIRA DE SANTANA

13 de ago de 2014

Toalete: as folhas retiradas podem permanecer no chão próximo ao coqueiro, ou afasta-la de forma que a area debaixo do coqueira permaneça limpa.

Resposta do Portal Cursos CPT

14 de ago de 2014

Olá, Edmundo!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

A toalete refere-se à técnica que deverá ser realizada em todas as fases da cultura, na qual todas as folhas secas ou mortas deverão ser retiradas e, para localizá-las, será necessário percorrer, mensalmente, o coquieral. Quando se tratar de coqueirais adultos, em plena fase de produção, os frutos não-vingados e o excesso de palha seca também deverão ser retirados das plantas.

O material retirado das plantas deverá ser utilizado como cobertura morta, colocando-o ao redor do caule par sombrear o solo. Isso fará com que as perdas de água por evaporação sejam diminuídas e, também, servirá de matéria orgânica para o solo.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Luiz Alfredo do Nascimento

29 de set de 2013

Qual o inseticida e fungicida adequado no controle do coqueiro fico no aguardo obrigado

Resposta do Portal Cursos CPT

1 de out de 2013

Olá, Luiz Alfredo!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Primeiramente, é necessário saber qual praga ou doença se deseja combater, para assim saber qual o inseticida/fungicida adequado.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Mais Notícias sobre diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade