WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Como economizar com ajuda da família

Educação financeira na família começa com comunicação

Administrar uma casa sem um orçamento é como administrar uma empresa sem um plano, sem objetivos e sem direção.

Promoção e economia. Essa é a disputa da maioria dos casais. Preferências e gostos na hora da compra é a marca da individualidade humana; por isso, com um bom diálogo é possível economizar. A educação financeira na família começa com a comunicação, que permite interpretar as reais necessidades de cada integrante.

Não deixe que sua família caia na regra de quem ganha mais é quem decide como gastar. A conversa entre o casal ajuda a evitar dívidas e definir prioridades. Para ensinar e estimular os filhos a lidar com essas questões, tenha essa reflexão com seu companheiro na frente deles.

Ter objetivos em comum também é importante, pois evita os deslizes quando acontece uma liquidação, por exemplo. Outra dica é ter conta conjunta e um único cartão de crédito. Assim, as tarifas são menores e acumula-se mais bônus oferecidos pelas operadoras de cartão.

Mesada não é só para as crianças. O marido e a esposa podem ter um valor para gastos pessoais, mas esse deve igual para os dois.

Orçamentos são essenciais, apesar de chatos e cansativos. Crie o hábito de anotar todos os gastos, assim, fica mais fácil descobrir os desperdícios e inferir limites em cada área. Para a professora do curso Finanças na Família, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, Nerina Marques, doutora em administração de recursos da família, “administrar uma casa sem um orçamento é como administrar uma empresa sem um plano, sem objetivos e sem direção”.

Não caia nas tentações das datas comemorativas, Natal, Dia dos Pais, das Mães, dos Namorados, Páscoa e, se conseguir, no Dia das Crianças. Seja criativo no dia e compre os presentes na semana seguinte, quando os preços estiverem mais baixos.

No entanto, mesmo com toda economia é preciso se divertir. Saia da rotina, separe uma verba para os restaurantes, viagens, eventos ou mesmo comprar alimentos um pouco mais caros.

Por: Ariádine Morgan

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!