WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Comece o ano sem dívidas

Colocar as contas no papel e fazer um orçamento pode ajudar a não começar o ano no vermelho

 Pouco dinheiro e muitas dívidas é a realidade de muitos brasileiros nesta época do ano. Foto: reprodução.

Depois de muitos gastos no fim de ano, janeiro ainda é o mês de pagar IPTU, IPVA e outros impostos, além dos aumentos de mensalidade escolar, academia de ginástica e das tarifas de diversos serviços. É difícil não entrar o ano devendo, mas não é impossível.

A melhor maneira de não se endividar durante o ano, é colocar todas as contas no papel, do aluguel da casa até o lanche na padaria da esquina. Separe as despesas em variáveis (água, luz, alimentação, lazer, roupas, etc.) e fixas (aluguel, parcelamento do carro ou da casa, etc.), e veja o quanto pode ser gasto com cada coisa. Se as despesas forem maiores do que as receitas, é bom cortar os gastos, caso contrário, o endividamento é certo.

Depois disso, é hora de começar a se preparar para pagar as dívidas que surgem nesta época. Na maioria das cidades brasileiras é mais vantajoso pagar o IPTU à vista. Os descontos, de um modo geral, são grandes, o que não justifica, por exemplo, investir o dinheiro em outras aplicações. Só pague parcelado se realmente não tiver outro jeito.

Os cartões de crédito e o cheque especial também não são boas opções para o pagamento. Eles possuem juros muito altos, que só tendem a aumentar o endividamento. Outros empréstimos também, mesmo que com juros bem menores, costumam não compensar, já que o desconto dos impostos são, de um modo geral, menores.

Segundo os economistas, o ideal é se preparar antes, ainda no ano anterior. O décimo terceiro e bonificações de fim de ano são boas oportunidades para quitar impostos e taxas cobradas no início do ano. Este dinheiro a mais no orçamento também pode ajudar a não entrar o ano atolado em dívidas.

Uma dica importante é não comprar nada que não seja fundamental nesta época. Então, deixe para comprar o carro novo, reformar a casa, ou comprar aquele sapato da vitrine da loja do shopping para depois.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!