WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Coco e bagaço de cana podem despoluir rios

Projeto usa as fibras para remover poluentes da água

 

 A palha do coco e o bagaço da cana podem ser usados para a recuperação e preservação de rios.

Pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) acreditam que materiais provenientes da produção agrícola podem ser aproveitados para limpar a água de rios. A palha do coco e o bagaço da cana poderiam remover fármacos, pesticidas, corantes, metais e óleo dos mananciais usados para abastecimento.

O projeto tem o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes). O objetivo é encontrar um material barato e eficiente para a limpeza de rios. Nesse caso, deve-se aproveitar resíduos sem um destino adequado. Sendo assim, além de contribuir para a limpeza das águas, o material ainda vai deixar de poluir o ambiente por si só.

Foi estudado o mesocarpo do coco e o bagaço de cana, porque são materiais abundantes no estado. Os resíduos foram tratados, triturados em liquidificador industrial e acrescentados a estações de tratamento de água para filtragem da mesma. Segundo o coordenador da pesquisa, o professor Joselito Nardy Ribeiro, “o mesocarpo do coco e o bagaço de cana removeram quantidades significativas de alguns poluentes”.

O especialista explica que a técnica é bem viável, pois o material reaproveitado é bem mais barato do que o carvão ativado utilizado nas estações. Por isso, ele vê com otimismo o potencial da palha do coco e do bagaço de cana em se tornarem filtros para as estações de tratamento.

Por ser um método mais barato, o veterinário Francisco Cecílio Viana, professor do curso Tratamento de Água no Meio Rural, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, acredita que essa possa ser uma boa opção para os produtores rurais. Pois, desse modo, eles reaproveitam os próprios rejeitos das fazendas para purificar a água usada na produção e nas residências.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!