WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Cafeeiro mais resistente à ferrugem

Pesquisa da UFV desenvolve estratégias para combater a maior praga da cafeicultura

 

A ferrugem do cafeeiro destroi cerca de 35 a 40% d produção nacional.Foto: Revista Cafeicultura.

A ferrugem do café é uma doença provocada por um fungo que há anos perturba os cafeicultores brasileiros. Os prejuízos ficam em torno de 35% a 40% da produção anual, um valor de US$ 2 bilhões só em 2010. Como forma de combate à doença, uma pesquisa do Departamento de Fitopatologia e Biologia Geral da Universidade Federal de Viçosa viabilizou a criação de meios para aumentar a resistência do cafeeiro.

Os pesquisadores da UFV afirmaram que o fungo causador da doença (hemileia vastatrix) possui grande variabilidade genética, dificultando o combate à praga. No entanto, eles descobriram um fator de criptossexualidade, que pode favorecer a criação de variedades de cafeeiro mais resistentes.


Segundo estudos anteriores, a reprodução do fungo é assexuada, ou seja, um indivíduo possui os gametas masculinos e femininos. Nesse tipo de reprodução, a próxima geração é igual à anterior. Mas segundo o professor Robert Barreto, do Departamento de Fitopatologia da UFV, isto não ocorre na ferrugem do cafeeiro, pois “as estruturas assexuadas agem como se fossem sexuadas. Daí surge a variabilidade genética, oculta aos pesquisadores por mais de cem anos”.

Criptossexualidade significa exatamente sexualidade escondida (do grego krypto, escondido). A descoberta foi feita através de técnicas modernas, como a citometria de imagem, que permite imagens mais detalhadas das células e nunca havia sido utilizada com esta finalidade. A pesquisa ainda precisa ser complementada para que se chegue a resultados práticos, ajudando a criar espécies mais resistentes de cafeeiros, uma vez que é possível conhecer com antecedência as variedades que podem surgir.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!