WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Black Friday 30%OFF nos cursos online 15% OFF nos cursos em livro+DVD + 5% OFF extra no cartão de crédito

Café pode reduzir risco de câncer de boca e faringe

Pesquisa norte-americana observou menor incidência de câncer nas pessoas que ingeriram a bebida, mas não conseguiram identificar a causa

 A ingestão de mais ed quatro xícaras de café por dia estão ligados à redução de metade das chances de morte por câncer. Foto: Deviantart.

Ao analisar os dados de quase um milhão de pessoas, pesquisadores da Sociedade Americana do Câncer concluíram que existe uma relação inversa entre o risco de morte por câncer de boca e faringe e o consumo de café. Quanto maior a ingestão da bebida, menor o risco de morrer em decorrência da doença. O resultado foi divulgado no periódico American Journal of Epidemiology.

Segundo os resultados do estudo, quem consumiu quatro ou mais xícaras de café por dia teve até 50% menos chances de morrer com a doença em comparação a quem não ingeria a bebida. A pesquisa foi feita com 968.432 pessoas, durante 26 anos,  com base no II Estudo de Prevenção do Câncer, desenvolvido pela própria instituição.

Os pesquisadores consideraram o consumo de café com e sem cafeína e compararam o resultado com as mortes pelos dois tipos de câncer. Durante o período analisado, foram 868 mortes pela doença. Eles observaram que houve uma redução significativa dos casos de câncer conforme a ingestão progressiva de café, independente da ingestão de álcool, uso de cigarro e do sexo dos participantes.

Apesar da associação entre a ingestão de café e a redução nos casos de câncer, os cientistas não conseguiram identificar qual seria o fator responsável pelo efeito. Mas a coordenadora do estudo,  Janet Hildebrand, destacou que a bebida contém diversos antioxidantes que poderiam proteger o organismo contra a doença.

O câncer de boca é um dos dez mais comuns no mundo. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), até o final do ano devem ser registrados 14.170 casos no Brasil. Só em 2009, cerca de 6.510 pessoas morreram no país por conta da doença.

Fonte: Veja.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!