Brasil integra Sistema de Aplicação de Padrões Internacionais de Frutas e Hortaliças da OCDE

Com a adesão ao grupo da OCDE, as chances de o Brasil conquistar novos mercados aumentam de forma bastante significativa

Brasil integra Sistema de Aplicação de Padrões Internacionais de Frutas e Hortaliças da OCDE

Desde o ano passado, o Brasil passou a integrar o Sistema de Aplicação de Padrões Internacionais de Frutas e Hortaliças da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Composto por 35 países - dentre eles, França, Alemanha, Itália, Espanha e África do Sul, o grupo da OCDE foi instituído, em 1962, com a finalidade de abrir novos mercados de frutas e hortaliças para vários países em torno do mundo. Entretanto, para garantir a qualidade das frutas tipo exportação, foram determinados padrões embasados em características identificadas no comércio internacional.

Assim, as exigências do grupo da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) permitem maior equilíbrio, paridade e controle na implementação de padrões mercadológicos, para que outros países se tornem grandes exportadores. Hoje, das 43 milhões de toneladas de frutas produzidas anualmente no país, somente 1,5% é destinada ao comércio internacional. Mas com a adesão ao grupo da OCDE, as chances de o Brasil conquistar novos mercados aumentam de forma bastante significativa.

Dados recentes posicionam China e Índia como líderes no ranking mundial de produção de frutas, seguidas pelo Brasil (terceiro maior produtor). Graças ao clima tropical e à extensão territorial do país, contamos com uma gama enorme de frutas tropicais. Mas muitas delas ainda são desconhecidas por países importadores e consumidores em muitas partes do mundo. Isso porque não foram determinados padrões internacionais para a comercialização dessas espécies tropicais.

Daí a importância da padronização estabelecida pelo Sistema de Aplicação de Padrões Internacionais de Frutas e Hortaliças da OCDE, pois estimula a importação, já que preconiza a qualidade da frutas e hortaliças. Segundo Fátima Chieppe Parizzi, coordenadora-geral de Qualidade Vegetal do MAPA, as frutas brasileiras não conhecidas no exterior apresentam elevado potencial no comércio internacional.


Atualmente, no Brasil, as frutas com maiores índices de exportação são as seguintes:

  • melão (23,7%);
  • manga (21,14%);
  • limão e lima ácida (13%);
  • maçã (8,8%), melancia (7,7%);
  • mamão (5,5%).

Por Andréa Oliveira.

Fonte: agricultura.gov.br

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Fruticultura:

Produção Comercial de Frutas em Pequenas Áreas
Produção de Cupuaçu
Produção de Quivi (Kiwi)

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis As Principais Pragas do Coqueiro

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Cursos Relacionados

Curso Produção de Quivi (Kiwi) Curso Produção de Quivi (Kiwi)

Com Prof. Ênio Schuck e Prof. Gervásio Silvestrin

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção Comercial de Frutas em Pequenas Áreas Curso Produção Comercial de Frutas em Pequenas Áreas

Com Prof. Dr. Dalmo Lopes de Siqueira

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Cupuaçu Curso Produção de Cupuaçu

Com Prof. Pesquisadores da Ceplac

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Mais Notícias sobre diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade