WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Bolo de macaxeira é sucesso nas festas juninas

Safra do Maranhão cresce 13,5% e garante mesa farta durante as festas juninas

 

 O bolo de macaxeira pode ser servido como sobremesa ou como lanche. Foto: Receitas.com

Ela também é conhecida como aipim ou mandioca-doce, como forma de diferenciá-la da mandioca comum ou mandioca-brava, que é tóxica e precisa ser tratada para retirar o ácido cianídrico, que pode até matar. Existem diversas espécies diferentes, cultivadas e consumidas em todo o país. No entanto, foi no Nordeste que ela se tornou tradição e até referência da culinária da região.

Só o estado do Maranhão está colhendo este ano mais de 1,6 milhão de toneladas de macaxeira. A safra é 13,5% maior do que a de 2011. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produtividade média das lavouras maranhenses passou de 7.300kg no ano passado para 8.300kg por hectare este ano.

Toda essa fartura anima os produtores e os consumidores da macaxeira, sobretudo nesta época do ano, já que ela é um dos principais ingredientes dos pratos das festas juninas da região. Um dos mais famosos é o tradicional bolo de macaxeira, que é macio, muito saboroso e fácil de fazer. Confira a receita, que pode ser feita em todas as épocas do ano.

Ingredientes

1kg de macaxeira;
400g de açúcar;
6 ovos;
150g de margarina;
1 coco fresco em cubos;
100g de queijo muçarela ralado;
300ml de leite de coco;
Sal a gosto.

Modo de preparo

Rale a macaxeira, esprema em um pano de prato até sair bastante água e reserve. Bata o queijo, o leite, o coco e os ovos no liquidificador. Despeje tudo em uma tigela e acrescente a macaxeira, o açúcar, a margarina e o sal. Misture bem.

Coloque a massa em uma forma untada com margarina e enfarinhada. Leve ao forno preaquecido a 180ºC. Deixe assar por cerca de 1h20min ou até dourar. Antes de assar a massa, pode encher a forma, já que o bolo não possui fermento.

Por: Maria Clara Corsino.

Fonte: Globo Rural.

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!