Biodiesel promete crescer 50 porcento em 2010

Em todo o país, o programa brasileiro de biodiesel, com apenas cinco anos, mostra resultados expressivos

Outro fator que colaborou para esse forte impulso produtivo foi a diversificação de matérias-primas para a fabricação do biocombustível.

A estimativa do crescimento de biodiesel em 2010, no Brasil, promete ser 50% maior do que foi em 2009. Os dados são do Departamento de Agroenergia, ligado ao Ministério da Agricultura. Desde 1988, na primeira reunião, na cidade de Toronto, que originou o Protocolo de Kyoto, vários países se comprometeram a aumentar suas pesquisas e implantar mudanças para preservação e conservação do meio ambiente. O Brasil foi um deles e o início de 2008 foi marcado com a adição de 2% de biodiesel ao diesel mineral.

No ano de 2009, em algumas cidades como Curitiba, o transporte coletivo ganhou um novo elemento. Na capital paranaense, os ônibus movidos totalmente por biocombustíveis mostraram uma redução de 30% no índice médio de monóxido de carbono e queda de 25% de fumaça expelida no ar. Com resultados tão animadores, a chamada Linha Verde será expandida.

Em todo o país, o programa brasileiro de biodiesel, com apenas cinco anos, mostra resultados expressivos. A produção, em 2005, era de 732 mil litros, valor que chegou a 1,6 bilhão em 2009. Com a resposta afirmativa do mercado, tanto no contexto industrial como agrícola, pode-se antecipar, por 3 anos, a permissão legal de adicionar  5% de biodiesel no diesel de petróleo, medida que entrou em vigor em janeiro de 2010.

Para o professor Nagashi Tominaga, no curso Cultivo de Pinhão-Manso para Produção de Biodiesel, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, “no Brasil, o programa de biodiesel cresce a passos largos, com a implantação de indústrias e o aumento do número de produtores rurais envolvidos no cultivo de matéria-prima. O país tem a vantagem de possuir uma vasta área agricultável. Assim, pode tornar-se grande produtor de oleaginosas, acompanhando a demanda crescente por biodiesel no mundo”.

Outro fator que colaborou para esse forte impulso produtivo foi a diversificação de matérias-primas para a fabricação do biocombustível. Isso é importante para a promoção do desenvolvimento regional, uma vez que o Brasil possui áreas de cultivo com clima e solo variados. Além disso, as pesquisas de melhoramento genético também incentivam esse comércio. Com elas, muitas sementes  aumentaram sua capacidade de produção de óleo.

Por: Ariádine Morgan

Cursos Relacionados

Curso Cultivo e Processamento de Mamona Curso Cultivo e Processamento de Mamona

Com Prof. Reinaldo Nunes de Oliveira

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Produção de Biodiesel na Fazenda Curso Produção de Biodiesel na Fazenda

Com Prof. Paulo Anselmo

R$ 338,00 à vista ou em até 12x de R$ 28,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo de Pinhão-Manso para Produção de Biodiesel Curso Cultivo de Pinhão-Manso para Produção de Biodiesel

Com Prof. Nagashi Tominaga

R$ 425,00 à vista ou em até 12x de R$ 35,42 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo e Processamento de Coco Macaúba para Produção de Biodiesel Curso Cultivo e Processamento de Coco Macaúba para Produção de Biodiesel

Com Prof. Dr. Ângelo Mirisola

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Mais Notícias sobre diversas áreas do conhecimento

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade