WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Batelada é um equipamento mais simples para biodigestão

O sistema é composto apenas pela câmara de biodigestão cilíndrica, que é feita de alvenaria, e pelo gasômetro móvel

É um equipamento mais simples de ser construído, pois dispensa as caixas de carga e descarga.

Existem situações em que a remoção dos dejetos não é feita diariamente. Um exemplo ocorre na avicultura de corte, em que a limpeza da granja é feita ao final de cada período de produção, o que dura, em média, 60 dias.

Nesses casos, para fazer o abastecimento diário dos biodigestores contínuos, o produtor precisará armazenar o material. Como essa não é uma condição muito vantajosa, pois implica em gastos com estrutura e mão-de-obra, além da perda do potencial de produção de biogás pelos dejetos, a solução é a utilização de biodigestores tipo batelada.

Esse sistema é composto apenas pela câmara de biodigestão cilíndrica, que é feita de alvenaria, e pelo gasômetro móvel, com formato cilíndrico e cobertura abaulada, construído de material metálico. É um equipamento mais simples de ser construído, pois dispensa as caixas de carga e descarga e, dessa forma, não necessita também dos tubos de carga e descarga.

Os dejetos diluídos em água são colocados de uma só vez dentro da câmara de biodigestão, onde permanecerão por um período de tempo maior, até que sua fermentação se complete. O professor Dr. Jorge de Lucas Júnior, especialista em aproveitamento de resíduos, explica no curso Construção e Operação de Biodigestores, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, que “quando o tempo de fermentação do material diluído for maior que o tempo de obtenção dos resíduos, os biodigestores batelada também poderão ser utilizados em forma de bateria, ou seja, constrói-se mais de uma unidade”.

Retornando ao exemplo da avicultura de corte, cuja remoção dos dejetos decorre a cada 60 dias, o material deverá permanecer no biodigestor esse mesmo período. Após essa espera, retira-se 80% da substância fermentada. Os 20% restantes permanecem na câmara de biodigestão, tendo a função de fornecer a quantidade de bactérias necessárias para promover a fermentação do novo material, ou seja, servirá de inócuo para a próxima batelada.

“Assim, o custo da criação de aves poderá ser reduzido, por meio da utilização direta do biogás, produzido a partir dos dejetos nas granjas, no aquecimento dos pintinhos”, sugere o professor.

Por: Ariádine Morgan

Curso CPT - Construção e Operação de Biodigestores

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Danilo Herculano da Silva

12 de mar de 2014

Bom dia! Estou fazendo um trabalho sobre biodigestores, e tenho uma duvida em relação a folga no volume do biodigestor? Qual é o espaço (%) que devo deixar livre para a produção de biogás em relação ao tamanho. Att. Danilo Herculano

Resposta do Portal Cursos CPT

13 de mar de 2014

Olá, Danilo Herculano!

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

O volume da câmara de biodigestão depende de qual volume bruto de biogás você deseja produzir. Vamos supor:

Para produzir 12,5 m³ de biogás, o biodigestor dom volume bruto de 14 m³, deverá ser construído com as seguintes dimensões:

Altura da câmara de biodigestão = 3,4 m;

Diâmetro interno da câmara de biodigestão = 2,3 m;

Altura do gasômetro = 1,55 m; e

Diâmetro do gasômetro = 24 m.

Onde a altura de 1,55 m do gasômetro possibilitará que 50% do biogás produzido, isto é, 6,25 m³, seja acumulado no seu interior para ser fornecido com uma pressão de 17 cm de coluna de água. Como a faixa de pressão recomendada para o fornecimento de gás em queimadores é de 10 a 20 cm de coluna de água, 17 cm de coluna de água é um valor bastante adequado para o fornecimento do biogás produzido.

Para qualquer dúvida estamos a disposição.

Atenciosamente,

Ana Carolina dos Santos

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!