WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Bagaço da cana gera energia no Mato Grosso do Sul

Produção de bioeletricidade dobra e já é suficiente para abastecer metade das residências do estado

 

 Os biodigestores podem ser instalados mesmo em escala menor, em pequenas propriedades rurais.

De acordo com a Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul (Biosul), a produção de bioeletricidade a partir do bagaço de cana-de-açúcar praticamente dobrou. As usinas exportaram 1.100 GigaWatts/hora em 2011, enquanto em 2010 foram exportados 638 GWh. Essa quantidade já é suficiente para manter metade das residências do estado.

O presidente da Biosul, Roberto de Holanda, afirmou que esse resultado deve ser muito comemorado, uma vez que o bagaço da cana, resíduo da indústria sucroenergética, sempre foi um problema para os produtores. Segundo ele, as montanhas de bagaço acumuladas, se não fossem transformadas em eletricidade, ocupariam muito espaço e poluiriam o ambiente.

O empresário destacou que a tecnologia para o reaproveitamento das sobras da cana-de-açúcar não é recente. Mas, ela foi viabilizada pela implantação de novas cultivares, adequação das que já eram usadas, aquisição de novos equipamentos e muito investimento privado e do governo. Desse modo, foi possível construir sistemas de linhas de distribuição de energia elétrica a partir da biomassa.

O bagaço representa 25% da massa da cana moída. Só no Mato Grosso do Sul foram moídas 8,4 milhões de toneladas de cana na última safra. O doutor em energia na agricultura, Jorge de Lucas Júnior, professor do curso Construção e Operação de Biodigestores, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, afirma que a produção de energia a partir de biomassa deve ser ampliada no país. Segundo ele, esta é um tecnologia barata, que reaproveita quase todo o potencial energético da cana-de-açúcar, gerando renda e ajudando na proteção do ambiente.

Por: Maria Clara Corsino.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

edivaldo gama de oliveira

11 de mai de 2012

Estou necessitando do curso de aproveitamento do bagaço de cana para transformar em vinagre. Favor responder. Grato.

Resposta do Portal Cursos CPT

4 de jul de 2012

Boa tarde Sr. Edivaldo

Agradecemos sua visita a nosso site e seu comentário.

A cana-de-açúcar é uma planta proveniente do Sudeste Asiático e a principal matéria para a produção de açúcar e álcool. Foi a base da economia do nordeste brasileiro na época dos engenhos. O Brasil é hoje o maior produtor de cana-de-açúcar do mundo, seus produtos são utilizados na produção de açúcar, álcool combustível e recentemente biodiesel.

As plantações de cana ocupam vastas áreas contíguas. Muitas vezes essas plantações são associadas a desmatamento, pois ocupam grande parta da área em que deveria existir mata natural. Para a retirada das folhas secas são feitas as queimadas e essa é uma constante reclamação de problemas ambientais.

Muitos resíduos da agroindústria canavieira são aproveitados. O bagaço pode ser reaproveitado na produção de carvão ativado, na alimentação de ruminantes, como adubo orgânico, no artesanato e inclusive para a produção de vinagre. A quantidade de bagaço que resulta da moagem corresponde entre 25% e 30% da cana esmagada.

Vinagre é o produto obtido exclusivamente da fermentação acética do vinho. A palavra vinagre significa "vinho azedo" e nada mais é do que o produto da transformação do álcool em ácido acético por bactérias acéticas. O vinagre do bagaço de cana-de-açúcar é feito pela extração do álcool produzido pela cana.

Entretanto é preciso que existam mais pesquisas na área para que o aproveitamento, sobretudo das riquezas químicas da cana, seja ainda mais eficaz. Para se ter ideia, o bagaço da cana permite até a produção de plástico biodegradável.

Sugerimos a você que acompanhe as pesquisas na área de produção de vinagre a partir do bagaço da cana. Este é um processo ainda muito novo e cercado por experimentos.

Alguns cursos elaborados pelo CPT – Centro de Produções Técnicas que podem ser de seu interesse são: Curso Cana-Ureia - Alimento de Baixo Custo para Bovinos, Curso Produção de Álcool Combustível na Fazenda e Curso Como Produzir Rapadura, Melado e Açúcar Mascavo. Leia também os artigos: O Manejo certo para a canavicultura, Cana-de-Açúcar é modificada geneticamente na busca por mais etanol, Cana-de-açúcar tem eficiência comprovada na alimentação de bovino.

Desejamos sucesso em seu investimento. Em caso de dúvidas entre em contato conosco.

Atenciosamente,


Natália Mayrink De Lazzari

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!