WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Artesanato brasileiro faz sucesso lá fora

Pessoas de vários países visitam a Feira Nacional de Artesanato

 

 Os artigos de artesanato brasileiros são diferenciados por usarem materiais naturais e reaproveitáveis.

Os produtos brasileiros de um modo geral têm ganhado espaço no mercado internacional. Com a proximidade da Copa do Mundo e das Olimpíadas, esse quadro parece ainda mais promissor e, neste cenário, o artesanato local têm sido muito bem visto pelos estrangeiros. A 22º Feira Nacional de Artesanato acontece até o dia 27, em Belo Horizonte, e mostra o quão valorizados estão os produtos artesanais do Brasil.

A coordenadora de exportação do Instituto Centro de Capacitação e Apoio ao Empreendedor (ICCAPE), Malú Drumond, afirma que o evento deve gerar US$ 1 milhão em negócios, podendo chegar aos US$ 3 milhões nos próximos 12 meses. Para ela, esses valores são ainda mais positivos se for considerado o fato de que em uma crise econômica itens de segunda necessidade, como artesanatos, são menos procurados.

No entanto, Malú acredita que a qualidade e a exclusividade das peças brasileiras garantem que elas se mantenham no mercado. Consumidores de mais de 150 países são esperados na feira. Entre eles, compradores dos Estados Unidos, da Bolívia, da França, do Canadá, de Portugal, do Japão e da Índia, e convidados do Projeto Comprador, parceria entre o Instituto Centro Cape, a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Associação Brasileira de Exportação de Artesanato (Abexa).

No ano passado, o Instituto Vox Populi realizou uma pesquisa durante a feira e constatou que o número de artesãos exportadores aumentou bastante. Segundo o levantamento, 20% desses trabalhadores vendem para o mercado externo. Enquanto isso, números mostram que o faturamento de quem exporta é 50% maior do que o de quem vende apenas no Brasil.

A professora do curso Cestaria em Fibras, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, Wânia Simões de Alencar, acredita que o artesanato brasileiro tem boa aceitação no mercado por oferecer produtos únicos e que traduzem a nossa cultura.

Por: Maria Clara Corsino.

 

Leia também

Fazer velas: oportunidade para entrar no promissor mercado de artesanato

Nova variedade de milho é ótima para artesanato

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!