WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Arraçoamento adequado diminui a variação de tamanho entre os peixes

A oferta diária de ração deve aumentar à medida que os peixes crescem

A taxa de arraçoamento influencia diretamente no crescimento e eficiência alimentar.

A taxa de arraçoamento influencia diretamente no crescimento e eficiência alimentar.

A frequência de arraçoamento, ou seja, do número diário de alimentações necessárias para o bom desenvolvimento do peixe, varia principalmente conforme a espécie, idade, qualidade da água e temperatura da mesma. Sua taxa influencia diretamente no crescimento e eficiência alimentar. Espécies carnívoras podem ter menor frequência de arraçoamento em relação às onívoras.

No curso Nutrição e Alimentação de Peixes, desenvolvido pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, o professor Dr. Luiz Pezzato recomenda que “o alimento artificial deve ser administrado diariamente na quantidade de 3 a 5% da biomassa, dividido em duas refeições, durante pelo menos 5 dias por semana, de preferência no mesmo local e às mesmas horas do dia”.

Quando há utilização de subprodutos na alimentação, o piscicultor deve observar a quantidade ofertada e a consumida, de modo que não haja excesso de alimento artificial no viveiro de um dia para o outro. O acúmulo de matéria orgânica traz mais desvantagens que vantagens.

“A adequada frequência de arraçoamento pode levar à menor variação no tamanho entre os peixes, o que facilita o manejo e a comercialização”, afirma, no mesmo curso, o professor Dr. Newton Castagnolli.

Normalmente, adota-se como parâmetro o conceito de biomassa, que é traduzido pelo número estimado de peixes existentes no tanque, multiplicado pelo seu peso médio. Para isso, é necessária uma avaliação periódica, a cada 30 a 45 dias. A oferta diária de ração deve aumentar à medida que os peixes crescem. Sendo assim, essa quantidade deve ser ajustada em intervalos de 7 a 14 dias.

Por: Clara Peron.

Curso CPT - Nutrição e Alimentação de Peixes

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Francisco de Paula

25 de nov de 2018

Boa tarde, já tentei seguir essa regra : tirando a biomassa e dando a % certa mas os peixes (tambacu) são esfomeado comem muito rápido e ficam em alvoroço na beira do tanque, sigo assim ou aumento a ração? Aguardo resposta. .. obrigado

Resposta do Portal Cursos CPT

26 de nov de 2018

Olá Francisco,

Agradecemos a visita e comentário em nosso site.

Pode aumentar um pouco.

Atenciosamente,

Mariana Caliman Falqueto

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!