WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Fale com uma Especialista
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Sully - O Herói do Rio Hudson (2016)

No filme, não existe idealização, apenas competência

Sully - O Herói do Rio Hudson (2016)

15 de janeiro de 2009. Logo após decolar do aeroporto de LaGuardia, em Nova York, uma revoada de pássaros atinge as turbinas do avião pilotado por Chesley "Sully" Sullenberger (Tom Hanks). Com o avião seriamente danificado, Sully não vê outra alternativa senão fazer um pouso forçado em pleno rio Hudson. A iniciativa é bem sucedida, com todos os 150 passageiros a bordo sendo salvos. Tal situação logo transforma Sully em um grande herói nacional, o que não o isenta de enfrentar um rigoroso julgamento interno coordenado pela agência de regulação aérea nos Estados Unidos.  
 
A simplicidade narrativa - um homem honesto fazendo a coisa certa - contrasta com a grandiosidade de um feito considerado impossível. O roteiro de Todd Komarnicki, contudo, opta por traduzir o relato em termos hollywoodianos. Para criar o necessário conflito, o NTSB (Departamento Nacional de Segurança no Transporte) é transformado em vilão. A investigação, que existe para aprender com os acidentes aéreos, evitando futuras tragédias, passa a ser uma perseguição à honra e aos mais de 40 anos de experiência de Sully.
 
O que torna a experiência interessante é o talento de Clint Eastwood, que mantém um bom controle da narrativa durante boa parte de sua duração de 90 minutos. O diretor acerta ao manter Sully isolado durante os momentos intimistas, apostando em planos abertos que diminuem o personagem em relação ao mundo, ou closes que tentam fazer o espectador literalmente entrar na cabeça do piloto. Porém, é mesmo a tal cena da queda do avião que deve interessar à maioria, e Eastwood faz um trabalho excelente ao manter a tensão e o perigo em uma escala crescente, algo que deve-se muito ao ótimo trabalho de mixagem de som do filme, cujos efeitos sonoros antecipam a queda durante três momentos diferentes, e Eastwood as dirige como se fossem diferentes, graças à troca de pontos de vista (em uma vemos os passageiros, na outra nunca deixamos a cabine do piloto, na terceira vemos a Marinha) e sua ótima condução.
 
O filme Sully - O Herói do Rio Hudson, torna-se competente graças ao ótimo trabalho em conjunto da performance de Tom Hanks e da direção de Clint Eastwood. Realmente foi um boa homenagem ao feito histórico do Capitão Sully, vale a pena assistir.

Lançamento: Dez/2016.

Gênero: Biografia, Drama.

Nacionalidade: EUA.

Direção: Clint Eastwood.

Roteiro: Todd Komarnicki.

Elenco: Tom Hanks, Aaron Eckhart, Laura Linney, Anna Gunn, Autumn Reeser, Jerry Ferrara, Sam Huntington, Holt McCallany.

Por Ana Carolina dos Santos.

Fontes: Adoro Cinema, Omelete, Plano Crítico.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!