WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Quais as melhores formas de irrigação em frutíferas?

A irrigação é uma prática agrícola de suma importância para a fruticultura, principalmente em regiões áridas e semiáridas

Quais as melhores formas de irrigação em frutíferas?

“A irrigação é uma prática agrícola de suma importância para a fruticultura, principalmente em regiões áridas, semiáridas ou com distribuição irregular de chuvas. Dessa forma, é possível a obtenção de frutas com alto padrão de qualidade, até mesmo em épocas de entressafra”, destaca Rubens Alves de Oliveira, engenheiro agrônomo, especialista em sistemas de irrigação e professor do Curso CPT a Distância e Online Irrigação em Frutíferas.

As formas de irrigação de frutíferas determinam o crescimento das árvores e a qualidade das frutas produzidas. Entretanto, para escolher a melhor forma de irrigação, é indispensável realizar a análise do solo, para repor seus nutrientes, além do conhecimento das espécies de frutíferas presentes no pomar. Dessa forma, as árvores absorverão melhor a água, importante veículo condutor de nutrientes às plantas.

Daí a importância do bom desenvolvimento das raízes das frutíferas. O sistema radicular de cada frutífera do pomar deve alcançar até dois metros de profundidade e abranger uma área de até 20 m² para o máximo aproveitamento de água e nutrientes.

Irrigação por gotejamento, microaspersão ou localizada


A irrigação por gotejamento ou microaspersão apresenta grande viabilidade técnica e econômica para o sucesso da fruticultura. Além de exigir baixa pressão de água, ela apresenta viabilidade operacional e excelente controle da aeração e umidade do solo. Na irrigação localizada, torna-se fundamental observar o Ponto de Murcha Permanente, ou seja, momento em que a água impacta nas folhas da frutífera, o que pode causar murcha irreversível.

Entretanto, quando bem planejada, a irrigação localizada aumenta a produtividade da frutífera. Principalmente pelo lançamento da água com menor volume e pressão, impedindo que as folhas da planta se molhem. Além disso, esta forma de irrigação é indicada para cultivos de frutíferas em solos com baixa infiltração, contanto que não tenham limitações topográficas e permitam a implantação do sistema de irrigação.

A vantagem da irrigação localizada, principal sistema utilizado em frutíferas, é que somente a área onde se localiza o gotejador é irrigada, o que impede o desenvolvimento de plantas invasoras e doenças fúngicas. Sem falar que esse sistema requer pouca mão de obra, o que reduz os custos com produção.

Dicas importantes!


->Para evitar evaporação, usar cobertura morta, com aproveitamento da palhada (plantio direto);
->No pico de produção das frutíferas, usar lâmina de irrigação constante por uma semana;
->Na irrigação por gotejamento ou microaspersão, usar 20 a 30% do tempo máximo de rega diária;
->Antes da implantação do pomar, realizar irrigação pré-plantio;
->Na fase de desenvolvimento das mudas das frutíferas, realizar irrigação diária.

Quer saber mais sobre o curso? Dê play no vídeo abaixo:

Conheça os Cursos CPT a Distância e Online da Área Irrigação.

Leia o artigo "Irrigação é essencial na fruticultura comercial."

Fonte: sitiopema.com.br

Por Andréa Oliveira.

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Principais Pragas e Doenças do Mamoeiro

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!