WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Principais pragas e doenças de pastagens cultivadas

Estas pragas e doenças causam perdas em produtividade e qualidade das pastagens.

O manejo adequado da carga animal evitando a sobra de pasto é uma das formas de manejo integrado para combate das cigarrinhas-de-pastagem.

O manejo adequado da carga animal evitando a sobra de pasto é uma das formas de manejo integrado para combate das cigarrinhas-de-pastagem.

A substituição da vegetação nativa, por pastagens cultivadas, causa um desequilíbrio no ecossistema acarretando fatores como: a diminuição da diversidade biogenética, a quebra de cadeias alimentares e de ciclos de nutrientes, além do aumento relativo da produção de matéria orgânica.

Esses fatores permitem que certas espécies sejam beneficiadas pela abundância de alimentos e a ausência ou diminuição da população de inimigos naturais e, ou de espécies competidoras, caracterizando, assim, o aparecimento de pragas e doenças.

Embora exista um grande número de doenças e pragas nas pastagens da América Tropical, apenas algumas dessas podem ser consideradas limitantes.

Dentre as doenças capazes de acelerar o processo de degradação das pastagens, destacam-se: a mancha foliar por cersospora (Cercospora fusimaculans) e o carvão (Tilletia ayersii) que atacam o Panicum maximum.

A cercospora diminui a eficiência fotossintética e, consequentemente, o vigor das pastagens, enquanto o carvão diminui a produção de sementes viáveis, trazendo como consequência a diminuição da capacidade de renovação natural da pastagem, diminuindo o banco de sementes de Panicum maximum.

Dentre as pragas mais importantes associadas à degradação estão a cigarrinha (Deois incompleta), o cupim e as formigas. A cigarrinha constitui a maior limitação para o uso de Brachiaria decumbens, que é uma das espécies mais sensíveis ao ataque das cigarrinhas. O ataque sucessivo de cigarrinhas, ano após ano, em Brachiaria decumbens, associado ao manejo animal inadequado, queimas, entre outros, sem dúvida, acelera o processo de degradação.

As espécies de cigarrinhas Zulia entreriana, Deois flavopcita, Deois schach, ocorrem em praticamente, todo o território nacional, provocando prejuízos variáveis, entre 10 e 90%, em pastagens estabelecidas, dependendo das espécies forrageiras, das condições climáticas e do manejo da pastagem.

Calcula-se que 25 cigarrinhas adultas por metro quadrado, em 10 dias, reduzem em 30% a produção forrageira do pasto atacado; em média, admite-se um prejuízo da ordem de 15% na produção de massa verde.

Pastagens exclusivas de B. decumbens, de B. ruziziensis de capim-buffel (C. Ciliaris cv. Biloela), de capim-colonião e de pangola são suscetíveis às cigarrinhas, e sua ocorrência pode desencadear o processo de degradação. Como forrageiras resistentes, citam-se: Andropogon gayanus cv. Planaltina, B. Brizantha, capim-gordura, jaraguá, setiária cv. Kazungula, P. Maximum cv. Makueni e Cynodon plectostachyus.

Propostas para o manejo integrado das cigarrinhas-das-pastagens incluem: a diversificação e, ou consorciação de espécies; o uso de espécies resistentes; o manejo adequado da carga animal, de modo a evitar sobra de pasto (plantas estoloníferas não devem ser rebaixadas a menos de 25-30 cm, e plantas cespitosas, a 40-45 cm); o controle biológico, quando se tem considerável quantidade de matéria orgânica no solo; queima controlada (autorizada pelos órgãos competentes), após as primeiras chuvas, podendo estar associada a gradagem, em áreas com histórico de altas infestações e o controle químico, quando forem encontradas 20-25 ninfas grandes por metro quadrado.

Formigas cortadeiras, cupins, cochonilhas, gafanhotos, percevejos e lagartas são pragas secundárias. Dentre as doenças, citam-se: a antracnose, para leguminosas, e fungos que atacam as sementes de gramíneas.

Aprimore seus conhecimentos.

- Conheça o Curso CPT Formação de Pastagens.

- Conheça os Cursos CPT da área Pastagens e Alimentação Animal.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!