WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Podridão Negra: como combatê-la em orquídeas?

A Podridão Negra é, sem dúvida, uma das mais perigosas doenças das orquídeas. O seu ataque é rápido e violento, liquidando brotos e folhas em pouco tempo

Podridão Negra: como combatê-la em orquídeas?   Dicas Cursos CPT

 

A Podridão Negra é, sem dúvida, uma das mais perigosas doenças das orquídeas. O seu ataque é rápido e violento, atingindo, inicialmente, o sistema radicular (rizomas, gemas e pseudobulbos) e posteriormente as folhas, afirma Waldyr Fochi Endsfeldz, professor do Curso a Distância CPT Cultivo de Orquídeas para Fins Comerciais ou Hobby, em Livro+DVD e Curso Online. Trabalham à noite e são super vorazes, liquidando brotos e folhas em pouco tempo.

A penetração do fungo no vegetal provoca, pelo contato com a seiva, uma proliferação acentuada dos micélios e rapidamente toma conta de todo o vegetal. Ela aparece principalmente no inverno e ambiente úmido. Seu ataque apresenta sobre a planta, uma massa pardacenta e de odor desagradável.

O que fazer


- Retirar do meio das plantas, todas as plantas suspeitas de estarem contaminadas.
- Destruir as plantas muito atacadas, queimando-as, de preferência.
- Queimar também todo o substrato retirado dos vasos.
- Desinfetar os vasos depois de limpos, por imersão em solução de hipoclorito de cálcio, a 10%,
Dithane e produto à base de cloro.
-  Nas  plantas  maiores,  parcialmente  atacadas,  pode-se  tentar  fazer  mudas,  desde  que  se  tenha condições de cortar pedaços das plantas além dos tecidos atacados.
- Não esquecer de flambar a tesoura em chama azul.
-  Promover  um  bom  espaçamento  e  ventilação  das  plantas  (centro  do  telado),  observando cuidadosamente se não há mais vestígios do problema.
- Parar totalmente as regas, se possível até por 30 dias.
-  Banhar  as  plantas  por  imersão  em  até  30  minutos  (as  que  estavam próximas  às  atacadas),  em solução de 1:50 litros de “Candida” ou “Q-Boa”.
- Cortar com cuidado as partes atacadas, queimando-as.
-  A  parte  sadia,  replantar  em  substrato  novo,  depois  de  desinfetá-las, mantendo-as  secas  por  30 dias (somente pulverizar as folhas).
- Aplicar sobre esse substrato e rizoma dois pacotinhos de canela em pó.
- Proceder a vigilância constante das plantas até ter certeza da total eliminação da doença.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Floricultura.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Erica marques

5 de nov. de 2021

Está apodrecendo os brotos do meus denphal não sei mais o que fazer

Resposta do Portal Cursos CPT

10 de jan. de 2022

Olá, Erica! Como vai? 

Agradecemos sua visita em nosso site! 

Nesse caso, se você já seguiu as dicas citadas no artigo, é necessário procurar um especialista na área, para que o mesmo possa te orientar de maneira mais eficiente. 

Atenciosamente, 

Lorena Tolomelli. 

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!