Plantas medicinais indicadas para uso dermatológico

Conheça as ervas medicinais utilizadas para combater problemas dermatológicos

 A babosa possui propriedades resolutiva, emoliente, antisséptica, cicatrizante e anti-inflamatória.

A babosa possui propriedades resolutiva, emoliente, antisséptica, cicatrizante e anti-inflamatória.

O uso de plantas medicinais para cura de doenças e sintomas remonta aos primórdios do homem na Terra. Essa sabedoria popular atravessou os séculos e, ainda hoje, as plantas são remédios de grande valor para muitos povos, principalmente daqueles de baixa renda.

A tradição em se utilizar remédios caseiros para cura de doenças comuns como gripes, resfriados e problemas digestivos está presente em todos os lares. Cada família conhece pelo menos uma receita caseira. E essas receitas sempre utilizam plantas medicinas. Elas passam de geração a geração e têm sobrevivido ao passar do tempo e ao crescimento da medicina alopática e dos remédios sintéticos. Conheça algumas destas ervas medicinais utilizadas como remédios:

Alecrim (Rosmarinus officinalis)

Habitat/cultivo: o alecrim é originário da Europa, mas está aclimatado ao Brasil, vegetando bem em todos os estados. Reproduz-se por meio de sementes, divisão de touceiras, estaquia e mergulhia. Prefere clima temperado ou quente e bastante luminosidade; é sensível a ventos fortes e temperaturas baixas.

Propriedades terapêuticas: tônica, eupéptica, antisséptica, sudorífera, vulnerária, balsâmica, antirreumática, calmante, estomáquica, antidiabética, cardiotônica. Para uso em cosmética e dermatologia, o alecrim atua contra a queda de cabelos, contra a caspa, contra acne, escurece os cabelos e estimula o crescimento capilar.

Indicações:

As Folhas e hastes finas são utilizadas para:

1) Debilidade do coração e estômago, afecções hepáticas, intestinais e renais, afecções das vias respiratórias, dismenorreias, diabetes

Uso interno: chá por infusão ou decocção, dosagem normal.

2) Reumatismo, feridas, úlceras

Uso externo: chá por decocção, sob a forma de banhos de corpo inteiro ou locais.

3) Feridas e úlceras

Uso externo: folhas secas reduzidas a pó e aplicadas sobre as feridas, para ativar sua cicatrização.

Babosa (Aloe sp.)

Habitat/cultivo:  é originária da África e da Ásia. Hoje, está bem aclimatada ao Brasil, sendo muito cultivada nos jardins. Prefere clima quente. Reproduz-se, principalmente, por meio de filhotes. Prefere solos argilosos, com boa exposição solar. O excesso de água nas folhas e raízes pode provocar sua deterioração.

Propriedades terapêuticas: resolutiva, emoliente, antisséptica, cicatrizante, anti-inflamatória.

Indicações:

As folhas são utilizadas para:

1) inflamações, queimaduras, eczemas, erisipelas, queda de cabelo

Uso externo: suco fresco para aplicação tópica, sendo eficiente resolutivo e emoliente.

2) Feridas, inflamação dos olhos

Uso externo: polpa interna das folhas, para aplicação tópica, como eficiente cicatrizante e resolutivo.

3) Hemorroidas

Uso externo: folhas despidas da cutícula, usadas como supositório.

Calêndula (Calendula officinalis)

Habitat/cultivo: planta de origem europeia; atualmente encontrada em quase todo o mundo e bem aclimatada no Brasil. A reprodução é feita por sementes, diretamente nos canteiros ou em sementeiras, durante a primavera ou no verão. Gosta de bastante sol, preferindo solos férteis, profundos, frescos e permeáveis.

Propriedades terapêuticas: vulnerária, resolutiva, tônica, antiespasmódica, antisséptica, emenagogo, analgésica.

Indicação:

As folhas  e flores são utilizadas para:

1) Feridas, úlceras, acne, inflamações purulentas

Uso externo: soca-se as folhas e as flores até obter uma pasta que é aplicada entre dois panos ou diretamente sobre as feridas. Essa pasta é considerada um poderoso antisséptico.

2) Úlceras gastroduodenais

Uso interno: chá por infusão ou decocção, dosagem normal. Tem também propriedades analgésicas e emenagogas.

As flores são utilizadas para:

1) Icterícia, escorbuto, inflamações dos olhos

Uso interno: chá por infusão, dosagem normal. Este chá é ainda estimulante e antiespamódico.

As folhas são utilizadas para:

1) Artritismo, afecções nervosas

Uso interno: chá por infusão ou decocção, dosagem normal.

2) Calos, verrugas, pólipos

Uso externo: suco das folhas frescas, uso tópico.

Aprimore seus conhecimentos. Conheça os Cursos CPT da área Plantas Medicinais.

 

Faça já o Download Grátis
Faça já o Download Grátis Plantas Medicinais

Basta preencher os campos abaixo para receber o material por e-mail:

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.

Cursos Relacionados

Curso Cultivo Orgânico de Plantas Medicinais Curso Cultivo Orgânico de Plantas Medicinais

Com Prof. Dr. Celso Trindade, Prof. Dr. Laércio Jacov...

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Cultivo e Uso de Plantas Condimentares Curso Cultivo e Uso de Plantas Condimentares

Com Prof. Dr. Celso Trindade e Prof.ª Maria Luiza Sar...

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Farmácia Viva - Utilização de Plantas Medicinais Curso Farmácia Viva - Utilização de Plantas Medicinais

Com Prof. Dr. Celso Trindade e Prof.ª Maria Luiza Sar...

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais
Curso Uso de Plantas Medicinais em Dermatologia Curso Uso de Plantas Medicinais em Dermatologia

Com Prof.ª Dr.ª Maria Bergo

R$ 398,00 à vista ou em até 12x de R$ 33,17 sem juros no cartão

Frete Grátis 2 ou mais Cursos
Saiba mais

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Mais Dicas Cursos CPT

Últimos

Mais Lidos

Atendimento Online
Quer Facilidade