WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Maturidade e dimorfismo sexual das codornas

A maturidade indica que as codornas já estão sexualmente maduras para a reprodução e o dimorfismo é utilizado para distinguir o sexo das codornas

O dimorfismo sexual possibilita a distinção do sexo das aves pela aparência.

O dimorfismo sexual possibilita a distinção do sexo das aves pela aparência.

As fêmeas das codornas apresentam uma maturidade bem precoce, pois já estão sexualmente maduras na sexta semana de vida, e os machos uma semana depois.

Isto significa que o início da maturidade sexual, ou seja, a produção de ovos ocorre quando as codornas atingem 40 a 42 dias de idade, caracterizando um ciclo reprodutivo curto, e uma postura regular e de grande rusticidade.

Os ovos são grandes em relação ao tamanho corporal, correspondendo a aproximadamente 8% do seu peso corporal, enquanto na galinha e na perua são de 3% e 2%, respectivamente.

A fertilidade no período reprodutivo é de 80%, que é uma média considerada elevada. A maturidade sexual precoce indica que as codornas apresentam um curto intervalo de gestações, o que é extremamente interessante para o retorno de capital.

Além disso, são altamente regulares e produtivas na postura, com taxas de pico próximas a 90%. A média de ovos por ano de produção fica entre 250 a 300 ovos.

Dimorfismo

Entre 15 e 21 dias o dimorfismo sexual estará completo e será possível distinguir o sexo das aves pela aparência.

As fêmeas são identificadas pela presença de várias pintas pretas no peito, tipo carijó. Esta é a principal característica, mas costumam ter também o abdômen mais amplo e o peito mais largo.
 
Os machos não possuem estas pintas e têm o peito de coloração um pouco mais escura, pigmentação avermelhada, assim como o bico e a cabeça mais escuros. Cantam bastante quando atingem a maturidade sexual.

As fêmeas da codorna japonesa são maiores que os machos, em torno de 10 a 20%, e, em média, 10% mais pesadas que os machos enquanto que, na codorna europeia, o peso de ambos os sexos é praticamente o mesmo. A codorna japonesa não canta, emite apenas curtos pios, apenas o macho emite um assobio.

 

Aprimore seus conhecimentos.

- Conheça o Curso CPT Codornas - Iniciando a Criação.

- Conheça os Cursos CPT da área Avicultura.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!