WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Inteligência emocional: forte arma dos negociadores

O bom negociador controla sua raiva, sua ansiedade e seu nervosismo. Em toda negociação haverá momentos de incerteza, de tensão e de confusão

Inteligência emocional: forte arma dos negociadores   Artigos Cursos CPT
 

A inteligência emocional já foi objeto de amplo estudo, mas parece ter sido esquecida por muitos profissionais. O bom negociador controla sua raiva, sua ansiedade e seu nervosismo. Não é questão de "engolir sapo", mas de usar a psicologia e, com inteligência, pensar e agir a seu favor. Em toda negociação haverá momentos de incerteza, de tensão e de confusão. Tente encontrar soluções com calma, pensando que o resultado será muito bom para você.

Loucos, malucos, excêntricos, sistemáticos, distraídos e irresponsáveis existem em toda parte. Se você quer o que o outro tem para oferecer; se quer comprar, vender, trocar, ganhar ou conseguir, aja com inteligência: sorria, tenha paciência; se precisar, faça-se de bobo, finja que não ouviu o que o outro disse e continue até conseguir o que pretende. De acordo com Nelson Fernandes Maciel, Professor do Curso a Distância CPT Negociação - Técnicas e Estratégias de Sucesso, em Livro+DVD e Curso Online, “Um mau acordo é melhor do que uma boa briga.”

Uma história que ilustra esta atitude é a de Lúcia e Paulo que queriam muito comprar um terreno ao lado da sua casa, onde construiriam um prédio, para onde levariam a sua locadora de vídeo, a sua lanchonete, o restaurante e a academia que possuíam e estavam espalhados pelo bairro. Eles pagavam vários aluguéis e sabiam que era realmente um momento propício, pois a casa velha estava à venda há algum tempo. No entanto, souberam pela imobiliária que ninguém conseguia comprar a casa, pois o dono era um maluco, excêntrico, nervoso, que precisava vender a casa, mas não fechava a venda com ninguém. Eles foram lá e tentaram uma negociação. Foram bem recebidos: o homem estava de ótimo humor. Acertaram tudo com certa facilidade. Mas, na reunião seguinte, o proprietário já estava de outro astral, e não os recebeu. Tentaram mais tarde e foram muito mal tratados. Persistentes e teimosos, aceitaram, com o corretor, o desafio: continuaram a ir lá. Às vezes, eram recebidos, e a negociação avançava, para, logo a seguir, voltar à estaca zero.

O homem era um caso sério. A Ana, então, resolveu fingir-se de psicóloga: ouvia, com paciência, tudo o que ele tinha a reclamar da ex-esposa. Ele esbravejava, falava seguidamente, desabafava, dava-lhe flores e frutas do quintal, marcava com ela para o dia seguinte e, depois, não a atendia de jeito nenhum.

No dia de fechar o negócio, ela esperou horas, sentada na escada da casa, que ele saísse, pois não atendia à porta. Enfim, com muita paciência e habilidade, conseguiram comprar o imóvel. Hoje, eles contam sorrindo tudo o que passaram para conseguir comprar o terreno, muito bem localizado, por um ótimo preço, onde construíram um prédio em que reuniram todos os seus estabelecimentos comerciais.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em livros+DVDs e Cursos Online, da área Gestão Empresarial.
Por Silvana Teixeira.

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!