Ligue Agora (31) 3899-7000 WhatsApp (31) 99294-0024
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Escolha do local para instalação da estufa hidropônica

A escolha do local para instalação da estufa hidropônica deve levar em conta vários fatores tais como: características do terreno, água de qualidade, declividade, ventos, proximidade de mão-de-obra, facilidade de escoamento da produção.

 A frente da estufa deve ficar voltada em direção aos ventos predominantes, para aumentar a durabilidade da estrutura e do plástico.

A frente da estufa deve ficar voltada em direção aos ventos predominantes para aumentar a durabilidade da estrutura e do plástico.

A escolha do local para instalação da estufa hidropônica de considerar, principalmente, a proximidade com o mercado consumidor pois isto reduz o custo com o transporte da produção. Além disso, o local para instalação do sistema deve ter disponibilidade de energia elétrica e água em abundância.

Com relação à área escolhida, alguns fatores devem ser observados, tais como:

- topografia: é preferível utilizar terrenos planos ou com pequena inclinação, pois assim os custos de instalação são mais baixos, o manejo fica mais fácil e a temperatura e luminosidade nas estufas são mais uniformes. Terrenos declivosos, com grande inclinação, também podem ser utilizados, desde que sejam construídos terraços do tipo patamar para facilitar a construção das instalações hidropônicas, além de reduzir o risco de erosão;

- vento: em regiões de ventos fortes, é necessário construir quebra-ventos, com a finalidade de diminuir a velocidade do vento, reduzindo os danos à estrutura. A sua instalação deve ter 8 a 10 m de distância da estufa, para que não haja interferência de luz. Mas a ventilação moderada é importante, pois contribui para o arejamento das plantas, principalmente nos períodos de temperatura elevada, ou em dias de alta umidade relativa do ar;

- luminosidade: é importante que o local tenha o máximo de horas de sol por dia, assim, a estrutura deve ser montada longe de matas e de encostas altas; e

- orientação: a frente da estufa deve ficar voltada em direção aos ventos predominantes, para aumentar a durabilidade da estrutura e do plástico. Mas é preciso observar, também, a posição do sol. Assim, a orientação das hidroestufas pode ser norte-sul ou leste-oeste. Em regiões de pouca insolação, a estufa deve ser construída do leste para oeste. Em locais de muita insolação, deve ser feita no sentido norte-sul. É preciso avaliar o que é mais crítico no local, se a luminosidade ou os ventos, para decidir qual será a posição da estufa.

Aprimore seus conhecimentos. Conheça os Cursos CPT da área Hidroponia.

 

 

Deixe seu comentário

Avise-me, por e-mail, a respeito de novos comentários sobre esta matéria.

O CPT garante a você 100% de segurança e
confidencialidade em seus dados pessoais e e-mail.
Seu comentário foi enviado com sucesso!

Informamos que a resposta será publicada o mais breve possível, assim que passar pela moderação.

Obrigado pela sua participação.

Comentários

Claudecir fernandes

4 de jul de 2019

Tenho interesse em fazer um curso. Quero receber informações!

Resposta do Portal Cursos CPT

4 de jul de 2019

Olá Claudecir Fernandes,

Agradecemos sua visita e comentário em nosso site.

Ficamos felizes em saber do seu interesse em nosso curso, em breve, uma das nossas consultoras entrará em contato com informações e esclarecimentos em relação ao formato, conteúdo e metodologia do curso.

Atenciosamente,
Victor Sampaio

Gustavo conceicao

22 de jan de 2016

Estou com essa dúvida, visto que pretendo erguer uma estufa em uma região litoranea e o terreno só permite que eu a coloque no sentido Norte x Sul. Porém há uma grande rajada de vento nesta direção, que atinge toda a lateral da estufa. Será que terei problemas em ergue-la neste sentido? Aguardo respostas att. Técnico Agricola Gustavo C. Stos.

Resposta do Portal Cursos CPT

22 de jan de 2016

Olá, Gustavo!

Agradecemos pela visista e comentário em nosso site!

Sugerimos que você evite construir sua estufa em posição onde a incidência de rajada de ventos seja lateral, evitando o risco de o vento arrancá-la do chão ou causar danos maiores à estrutura.

Atenciosamente,

Silvana Teixeira.

Últimos Artigos

Artigos Mais Lidos

Fique por dentro das novidades!